Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

34,3333333333333

Classifique:

Futebol Profissional

Diretoria reitera cuidado com acordos, para não repetir casos como o de Augusto

Publicado: terça-feira,29 de outubro de 2019, às 12:35
Por: Alexandre Ricardo

Um dos trabalhos mais importantes para começar a temporada 2020 com o clube estável financeiramente é o de fechar os acordos necessários com atletas e profissionais da comissão técnica, principalmente aqueles que não vão continuar no Santa Cruz para o próximo ano.

Os últimos atletas do elenco que terminou a Série C, a conversar com o núcleo gestor do clube, foram o lateral-esquerdo Carlos Renato, o meia Celsinho e o volante Kadu. Este último, apesar de ter vínculo de empréstimo até o Campeonato Pernambucano e começar a Copa Pernambuco com a camisa coral, negocia valores e não deve continuar no Mais Querido.

Porém, o caso que mais chamou a atenção foi o do atacante Augusto, que apesar de ser um dos primeiros a se reunir com a direção, acabou acionando o clube na Justiça devido a pendências envolvendo salários de 2019 e dos outros dois anos em que defendeu o Tricolor. Para evitar casos como esse, a gestão administrativa do Santa Cruz tem redobrado a atenção.

" Os acordos têm sido feitos mediante contato, com as partes concordando plenamente com a situação. A gente está entendendo que a situação de Augusto foi um caso isolado. Existe uma reverberação do caso feito pela imprensa, que está no no seu papel. Mas a gente conduz com tranquilidade, próximos de ter um desfecho que deveria ter acontecido antes, mas foi prejudicado pela falta de diálogo ", falou Fred Dias, membro do Núcleo de Gestão, em entrevista à Rádio CBN Recife.

Mencionando a aproximação com um final feliz, Fred Dias lembrou do consenso alcançado entre o clube e o atacante, aguardando apenas a homologação em juízo para que a ação seja retirada.

Foto: Jota Santana

Compartilhe:

Diretoria reitera cuidado com acordos, para não repetir casos como o de Augusto

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.