Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

20,6

Classifique:

Futebol Profissional

Poucos remanescentes de 2018 tiveram sequência durante a temporada

Publicado: domingo,1 de setembro de 2019, às 13:10
Por: Alexandre Ricardo

Uma das apostas da diretoria do Santa Cruz nesta temporada, para conseguir o acesso que escapou em 2018, era o da manutenção de alguns atletas que agradaram no ano passado, providenciando renovações e disponibilizando uma espinha dorsal para o técnico Leston Júnior, que iniciou os trabalhos com o grupo ainda no mês de dezembro.

Porém, poucos destes nomes tiveram uma sequência na equipe, apesar de alguns deles iniciarem como titulares. Foram os casos do goleiro Ricardo Ernesto, do zagueiro Danny Morais e do meia-atacante Hericles. Todos eles tinham vaga na formação principal do time, mas por problemas clínicos perderam espaço. No caso de Hericles, por exemplo, uma grave lesão logo na estreia da Copa do Nordeste o afastou do restante do ano.

As exceções ficaram por conta do volante Charles e do atacante Pipico, dois dos atletas com mais jogos com a camisa coral, entre as quatro competições disputadas em 2019. Apesar de ficar ausente duas vezes por lesões musculares, no início e no final do ano, Pipico manteve a boa média de gols de 2018 e ratificou seu nome como um dos mais importantes do Mais Querido, sendo inclusive cotado para permencer por outra temporada.

Jovens atletas, como o zagueiro Eduardo Brito e o meia Jeremias, foram negociados. Enquanto o primeiro sequer iniciou o ano com o plantel, indo para o Bangu/RJ, Jeremias sofreu com lesões e recentemente foi emprestado ao Retrô FC, que disputa a Série A2 do Campeonato Pernambucano. Outro prata da casa que não permaneceu foi o goleiro Lucas Silva, que defendeu o Vitória das Tabocas no Pernambucano e atualmente está no Ipojuca Atlético Clube.

Assim como Charles e Pipico, quem ganhou um número considerável de oportunidades foi o atacante Augusto, que terminou a Série C como titular no ataque tricolor. Desde 2017 no clube, o jogador de 28 anos fez três gols em 27 jogos. Algo que não aconteceu com o volante Eduardo, que só foi acionado em cinco partidas e acabou rescindindo no início de junho.

CONTRATOS PARA 2020 
Entre esses jogadores, alguns têm vínculo com o Santa Cruz para o ano que vem. Além de Charles, que renovou e acabou sendo emprestado para o futebol português, Augusto tem contrato até o mês de junho de 2020. Jeremias tem direitos ligados ao clube até dezembro, enquanto Danny Morais e Pipico são candidatos a prolongar seus respectivos contratos.

Foto: Assessoria de Imprensa/Santa Cruz

Compartilhe:

Poucos remanescentes de 2018 tiveram sequência durante a temporada

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.