Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

68,6666666666667

Classifique:

Futebol Profissional

Santa Cruz faz dever de casa, vence o Globo/RN e está vivo na Série C

Publicado: domingo,18 de agosto de 2019, às 20:19
Por: Alexandre Ricardo

O TIME -  Duas mudanças foram realizadas no Santa Cruz, em comparação à escalação formada na rodada passada, fora de casa diante do Confiança/SE. Sem Dudu, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, o técnico Milton Mendes optou pela entrada de Elias na função de camisa 9, deslocando Augusto para o lado esquerdo do ataque. A outra troca aconteceu no meio-campo, com a saída de Lucas Gonçalves. Daniel Costa assumiu a armação das jogadas, recuando Everton para atuar junto a Charles. Desta maneira, o Mais Querido foi a campo com Anderson; Cesinha, João Victor, Vitão e Victor Lindenberg; Charles, Everton e Daniel Costa; Jailson, Augusto e Elias.

O JOGO - Mais uma vez com um ar de dramaticidade, o Santa Cruz fez o dever de casa e venceu o Globo/RN por 2x1, na Arena de Pernambuco. Quase 20 mil pessoas estiveram presentes no local, empurrando a equipe para um resultado que deixa a Cobra Coral com chances reais de classificação, ficando no quinto lugar do Grupo A, com 25 pontos.

Contando com um bom público nas arquibancadas da Arena de Pernambuco, o Santa Cruz iniciou tomando a iniciativa, mas o Globo também justificou a necessidade de conseguir o resultado para se livrar do rebaixamento, oferecendo dificuldades e reagindo às investidas do Mais Querido. O gol marcado logo nos primeiros 15 minutos acabou minimizando o grau de tensão, notado desde os primeiros movimentos.

Aproveitando os espaços deixados pelo natural avanço do Globo, o time tricolor incomodava principalmente com a velocidade de Augusto, que apresentou um bom rendimento e pôde criar algumas chances de fazer o 2x0. Em uma delas, deixou Elias cara a cara com o goleiro, mas o bandeirinha marcou impedimento. A entrada de Kadu fez com que Everton fosse adiantado para a faixa central do meio, colocando Daniel Costa no ataque pela direita.

O placar mínimo ampliava o receio do torcedor, que via o Globo contar com seu principal jogador, Negueba, para incomodar a defesa coral. O Santa Cruz passou a chegar mais perto do segundo gol com as entradas de Celsinho e Warley, que deram dinâmica ao setor ofensivo. A partir deles, saíram chutes extremamente perigosos ao goleiro Rafael, com Charles chegando de frente e o próprio Celsinho, arriscando de fora da área. 

Do lado potiguar, as reclamações com a arbitragem foram repetidas em mais de dois lances. Primeiro, Jean Natal bateu e a bola explodiu no braço de Kadu, dentro da área. Nada foi marcado. Antes do segundo gol pernambucano, Victor cabeceou cruzamento na área e venceu Anderson, mas a jogada foi impugnada por impedimento. Mas o Santa Cruz também teve motivo para reclamar, quando Warley invadiu a área pela direita e foi derrubado, mas a arbitragem mandou seguir. 

Tudo parecia resolvido, mas o gol do Globo não deixou que a torcida pudesse comemorar por muito tempo, pedindo ansiosamente pelo fim da partida. Com direito a goleiro indo para a área, a Águia de Ceará-Mirim ainda tentou o empate, com os acréscimos estendendo até 50 minutos, mas a vitória ficaria mesmo com o clube das três cores.

GOLS - O Santa Cruz ficou à frente logo aos 15 minutos. Everton descolou bom lançamento para Augusto na esquerda, que passou pela marcação e cruzou rasteiro para Elias completar e balançar as redes. O segundo e aliviante gol saiu por volta dos 39 do segundo tempo. Warley puxou contra-ataque fulminante e, após tabela com Celsinho, a bola sobrou para Charles encher o pé esquerdo e ampliar a vantagem. O Globo diminuiu no primeiro minuto de acréscimo, quando algumas pessoas já deixavam o estádio. Murici recebeu na área, com liberdade, e bateu forte com a perna direita.

MODIFICAÇÕES - Em mais um jogo, Milton Mendes realizou a primeira mudança na equipe antes mesmo do intervalo. Com aproximadamente 30 minutos de bola rolando, quando o Santa Cruz já vencia a partida, o meia-atacante Jailson saiu de campo, sendo substituído por Kadu. Logo na saída do camisa 10, o treinador deu um abraço e explicou sua decisão. Com quase 15 minutos da etapa final, Everton foi o escolhido para deixar a equipe, entrando Warley em seu lugar. Aos 18, a terceira troca foi promovida. Celsinho foi acionado na vaga de Augusto, que foi retirado de maca, com dores na panturrilha.

Compartilhe:

Santa Cruz faz dever de casa, vence o Globo/RN e está vivo na Série C

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.