Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

77,25

Classifique:

Futebol Profissional

Reta final bate na porta e treinador coral avisa: "Hora de darmos as mãos"

Publicado: sexta-feira,9 de agosto de 2019, às 17:41
Por: Alexandre Ricardo

O tempo vai passando e o clima de decisão toma conta dos bastidores do Santa Cruz. Restam três rodadas para o fim da primeira fase da competição e o Mais Querido busca a pontuação necessária para sair da incômoda sétima posição e encaminhar a classificação para o mata-mata. 

O instável desempenho neste segundo turno, com apenas uma vitória em seis jogos, acabou gerando uma série de preocupações da torcida, que vão desde a performance dos atletas até o clima interno do elenco, que passou por uma mudança no comando. Atento aos detalhes, Milton Mendes alertou os seus comandados sobre a necessidade de prezar pelo bom ambiente. 

" Nossa equipe sempre esteve bem, sempre. Mesmo nos momentos menos bons que tivemos. Tenho experiência nisso, disse aos jogadores que era hora de pregar união, porque fatalmente iriam aparecer situações de todos os lados, dizendo que jogador brigou com alguém da comissão técnica, treinador brigou com alguém. É normal de todo lado. Quando não ganha dois ou três jogos, essas coisas surgem ", afirmou o comandante.

Exemplificando com situações do dia a dia, o treinador coral entende que um time equilibrado emocionalmente pode fazer a diferença nestas últimas chances de seguir vivo na busca pelo acesso. 

" É hora de darmos as mãos. Cada vez mais, temos que estar unidos. Quando estamos fechados, falando olho no olho, temos uma relação muito próxima. Na hora do trabalho, eles sabem que o líder deles exige muito. Internamente brinco, dou risada, falo bobagem. Sou como eles. Estivemos num hotel recentemente e fizemos uma brincadeira juntos. Sabemos que o futebol precisa de resultados, isso é o que sustenta ", finalizou.

Foto: Assessoria de Imprensa/Santa Cruz

Compartilhe:

Reta final bate na porta e treinador coral avisa: "Hora de darmos as mãos"

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.