Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

73,5714285714286

Classifique:

Futebol Profissional

Santa Cruz consegue virada heroica sobre o Imperatriz/MA e se mantém vivo

Publicado: sexta-feira,2 de agosto de 2019, às 22:14
Por: Alexandre Ricardo

O TIME - Três mudanças tiveram que ser realizadas no time do Santa Cruz, em relação à escalação da rodada passada, quando a equipe empatou com o ABC/RN. Cumprindo suspensão pelo cartão vermelho recebido, Charles não pôde ser utilizado, abrindo espaço para Everton e desmanchando o esquema com três volantes. No ataque, Misael e Pipico foram vetados pelo departamento médico. Jailson e Guilherme Queiróz foram os escolhidos para completar o trio ofensivo com Dudu. Diante disso, o Mais Querido foi escalado desta maneira: Anderson; Cesinha, João Victor, Vitão e Victor Lindenberg; Lucas Gonçalves, Kadu e Everton; Dudu, Jailson e Guilherme Queiróz.

O JOGO - Tudo parecia perdido, com o Santa Cruz conhecendo mais uma derrota na Série C do Campeonato Brasileiro. Diante do seu torcedor, na Arena de Pernambuco, o clube das três cores conseguiu uma virada improvável, fazendo dois gols em menos de quatro minutos, invadindo os acréscimos do segundo tempo. A vitória sobre o Imperatriz/MA foi a primeira, neste segundo turno da competição.

A pressão pelo resultado positivo parecia estar atrapalhando o Santa Cruz no início do jogo, com erros em passes simples e pouca continuidade com a bola nos pés. Aproveitando-se disso, o Imperatriz começou a partida com maior posse de bola, obrigando a Cobra Coral a apostar nas jogadas em velocidade para construir as primeiras oportunidades.

A primeira grande chance surgiu com 26 minutos de bola rolando, quando Cesinha desceu pela direita e tocou na medida para Guilherme Queiróz. Porém, o atacante bateu desequilibrado e mandou por cima. E nos caprichos do futebol, o Imperatriz revidou e acabou sendo mais eficiente, inaugurando o marcador. Os primeiros protestos da torcida já eram ouvidos, mas o prejuízo tricolor foi rapidamente amenizado. 

Até o intervalo, permaneceram os constantes erros dos dois lados, impedindo que outras chances fossem proporcionadas. As mexidas no começo do segundo tempo aceleraram o ritmo do jogo, que passou a ficar mais franco e com espaços deixados por ambas as equipes. Disposto num 4-1-4-1, após a saída de Kadu, o Santa Cruz passou a apostar na velocidade pelos lados, com Warley e Jailson. 

Os minutos iam passando e mesmo com o empate sendo um mau negócio para o Time do Povo, o Imperatriz não era incomodado a ponto de se sentir acuado. Tanto que as mexidas do técnico Paulinho Kobayashi aconteceram com foco no sistema ofensivo, explorando o natural avanço dos comandados de Milton Mendes, em busca dos três pontos. 

Mas toda emoção estava reservada para os últimos instantes do duelo. O Imperatriz ficou à frente e o clima já era de tensão no estádio, com a torcida gritando palavras de ordem contra atletas e direção. Mas o empate conseguido pouco antes dos acréscimos devolveu a esperança ao Mais Querido, que foi com tudo para o ataque e conseguiu uma virada heroica, fazendo a Torcida Mais Apaixonada do Brasil ir à loucura.

GOLS - Quando o Santa Cruz parecia estar se aproximando do primeiro gol, foi o Imperatriz que abriu o placar, por volta dos 29 minutos do primeiro tempo. Lucas Campos descolou um bom lançamento para Manoel, que dominou na área e só teve o trabalho de rolar para Gabriel Caju. O camisa 10 do Cavalo de Aço teve a tranquilidade necessária para deslocar o goleiro Anderson e balançar as redes corais. A reação tricolor aconteceu menos de cinco minutos depois, quando Dudu avançou com o domínio da bola, mas foi bloqueado pela defesa adversária. No rebote, Everton encheu o pé esquerdo e deixou tudo igual. Por volta dos 38 da segunda metade do jogo, com a partida entrando na reta final, o Imperatriz voltou a ficar em vantagem, após Valderrama cruzar da direita e Rayllan escorar para Matheus Lima completar para o gol. O Santa Cruz mais uma vez empatou aos 44, com Vitão cabeceando lançamento de Jailson. E o improvável triunfo foi alcançado dois minutos depois: Everton cruzou, Dudu desviou e Augusto mandou para o fundo das redes, também de cabeça. Sobrou emoção e um sentimento de alívio no elenco, comissão técnica e no rosto do torcedor.

MODIFICAÇÕES - Com o placar empatado, o Santa Cruz voltou com uma mudança para o segundo tempo. Warley entrou na equipe, substituindo Kadu. A segunda alteração aconteceu aos 12 minutos, saindo Guilherme Queiróz e ingressando Augusto. Dez minutos depois, a última tentativa de mudar o cenário da partida veio com Daniel Costa. Cesinha foi o escolhido para sair.

Compartilhe:

Santa Cruz consegue virada heroica sobre o Imperatriz/MA e se mantém vivo

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.