Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

34,3333333333333

Classifique:

Futebol Profissional

Ainda tentando ajustar defesa, Santa Cruz também vive instabilidade no ataque

Publicado: terça-feira,23 de julho de 2019, às 10:22
Por: Alexandre Ricardo

O Santa Cruz ainda conta com uma das piores defesas da Série C. São 20 gols sofridos em 13 jogos, só ficando à frente de Treze/PB e Atlético/AC, lanternas dos dois grupos da competição. Só neste segundo turno, onde o Mais Querido ainda não conseguiu uma vitória, foram seis as vezes que o goleiro Anderson foi buscar a bola no fundo das redes, sendo vazado em todos os quatro jogos. 

A falta de regularidade no sistema defensivo tem feito com que o técnico Milton Mendes mexa bastante no setor. Um exemplo disso é quantidade de atletas utilizados: todos os cinco zagueiros inscritos na Terceirona já foram titulares sob comando do atual treinador coral. João Victor e Vitão, a dupla da partida contra o Sampaio Corrêa/MA, deve ganhar sequência nas próximas rodadas.

Porém, o aproveitamento lá na frente também tem preocupado. Em todo esse período sem vencer, o Santa Cruz só fez um gol, no empate em 1x1 com o Botafogo/PB. E ele veio de bola parada, num chutaço do volante Charles exatamente no último lance do jogo. Analisando toda competição, o Mais Querido marcou 17 gols, sendo sete somente de Pipico, que divide a artilharia da Série C com Edson Cariús do Ferroviário/CE e Negueba do Globo/RN. 

O último triunfo da Cobra Coral no torneio aconteceu justamente com gol de Pipico, no Clássico das Emoções diante do Náutico, pela última rodada do primeiro turno. A busca por números equilibrados, tanto na defesa quanto no ataque, foi alvo de comentários por parte do recém-chegado Victor Lindenberg, que espera dar sua contribuição para que a equipe apresente evolução.

" Entendo sim que é preciso achar um equilíbrio. Se a gente tomar poucos gols, ficamos mais perto de ganhar os jogos. É uma conta simples do futebol. Mas precisamos encontrar soluções para fazer lá na frente também. É tentar melhorar lá atrás e quando tiver a oportunidade de fazer, colocar a bola para dentro. Realmente existem esses problema e precisamos consertar ", disse o lateral-esquerdo.

Foto: Assessoria de Imprensa/Santa Cruz

Compartilhe:

Ainda tentando ajustar defesa, Santa Cruz também vive instabilidade no ataque

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.