Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

77,25

Classifique:

Futebol Profissional

Regularizado, Jailson vai para o banco de reservas e ganha elogios do treinador

Publicado: quinta-feira,4 de julho de 2019, às 18:42
Por: Alexandre Ricardo

aForam apenas três dias de treino, suficientes para que Jailson já chamasse a atenção do técnico Milton Mendes e ganhasse elogios públicos do treinador coral. Regularizado, com empréstimo junto ao Cuiabá/MT publicado no Boletim Informativo Diário da CBF, o meia-atacante foi relacionado e estará no banco de reservas da equipe no jogo desta sexta-feira(5), contra o Ferroviário/CE.

Logo na primeira vez que trabalhou junto ao grupo, na terça-feira(2), Jailson chegou a ser testado no time titular, assumindo a vaga de Patrick Vieira no lado direito do ataque. A escolha, de acordo com Milton Mendes, foi para evidenciar uma primeira impressão positiva. 

" Eu gostei muito do Jailson, porque ele é o tipo do jogador que eu gosto: gosta de ter a bola e é irreverente. Vai para cima, não se apavora, tem clara evidência. Acho que ele pode nos ajudar muito. Temos muitos jogadores externos, mas poucos com características de quebrar linhas e driblar. O que temos, são meninos: Elias, Warley. O Misael é mais de linha reta. Quando o Jailson treinou, fiquei encantado. Mostrei para ele que se continuar nessa sequência, vai ser uma grande peça para nós todos ", comentou o comandante.

Opção para o decorrer do próximo compromisso coral, Jailson entrou em campo pela última vez no dia 21 de abril, atuando nos últimos minutos do segundo jogo da final do Campeonato Mato-Grossense entre Cuiabá e Operário de Várzea Grande. Desde então, esteve como suplente em seis rodadas da Série B do Brasileirão, mas não foi utilizado.

Foto: Assessoria de Imprensa/Santa Cruz

Compartilhe:

Regularizado, Jailson vai para o banco de reservas e ganha elogios do treinador

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.