Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

91,5555555555555

Classifique:

Futebol Profissional

Incentivo, conversa e refletores ligados: o primeiro treino de Milton Mendes

Publicado: quarta-feira,22 de maio de 2019, às 18:33
Por: Alexandre Ricardo

Começou a segunda era do técnico Milton Mendes à frente do Santa Cruz. Depois de ser apresentado oficialmente no início da tarde desta quarta-feira(22), o treinador coral comandou seu primeiro treinamento no campo do Estádio do Arruda, contando com boa parte do plantel. Dos 38 atletas, as ausências ficaram por conta de Danny Morais, Patrick Vieira e Jô, que estão na transição. 

A movimentação foi dividida em quatro partes. Na primeira, grupos de sete foram separados para rápida troca de passes, onde cinco giravam a bola e dois eram responsáveis pela interceptação. Em seguida, o auxiliar Thiago Duarte promoveu uma atividade que exigia rápida tomada de decisão, com superioridade numérica e um limite de tempo para que houvesse finalização. 

Neste trabalho, Milton Mendes exigiu agressividade tanto na marcação quanto na reação com a bola. O preparador físico Cláudio Romão era o responsável por realizar a contagem regressiva de dez segundos para que os jogadores fossem para o chute. Seu auxiliar também era muito participativo, orientando quais detalhes seriam cobrados e separando os atletas em duplas e trios.

A terceira parte acabou mostrando um pouco do que pode ser o primeiro time titular do comandante. Três conjuntos de dez foram intencionalmente divididos, com um deles sendo formado por Marcos Martins, João Victor, William Alves, Bruno Ré, Charles, Allan Dias, Celsinho, Everton, Dudu e Pipico. Em dimensões reduzidas, o objetivo era prezar pela movimentação para conseguir, por meio de passes, passar de um lado para o outro. 

Com os refletores já acesos, Milton Mendes separou os atletas nas suas respectivas posições e fixou, de maneira padrão, a saída de bola, iniciando com os defensores, passando pelos meio-campistas e repetindo a forma como os atacantes deveriam se locomover. Quando o relógio marcava 18h, o final do treino foi marcado por palmas vindas dos jogadores e elogios feitos pela comissão técnica. 

CONVERSAS
Ainda durante o aquecimento, Milton Mendes chamou alguns nomes do elenco para conversar em particular. Cena que se repetiu com, por exemplo, os meias Everton e Allan Dias, além dos atacantes Pipico e Guilherme Queiróz. Logo após o fim da movimentação, ele bateu um papo rápido com o executivo de futebol Luciano Sorriso, se despedindo posteriormente dos jornalistas que permaneceram e agradecendo pelo prestígio.

Compartilhe:

Incentivo, conversa e refletores ligados: o primeiro treino de Milton Mendes

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.