Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

77,25

Classifique:

Futebol Profissional

Convertendo último pênalti coral, Allan Dias dá volta por cima e mostra alívio

Publicado: domingo,7 de abril de 2019, às 12:46
Por: Alexandre Ricardo

Os últimos jogos não foram positivos para o meio-campo Allan Dias. Depois de perder um dos pênaltis na eliminação para o Afogados da Ingazeira, pelas quartas de final do Campeonato Pernambucano, o camisa 10 coral foi protagonista na derrota para o ABC/RN, na Copa do Brasil, ao desperdiçar uma oportunidade clara de gol no segundo tempo.

Porém, a história da classificação sobre o CRB/AL, dando ao Santa Cruz uma vaga na semifinal da Copa do Nordeste, parecia insistir em oferecer uma espécie de revanche ao jogador. No segundo tempo, Allan Dias estava prestes a ser substituído por Guilherme Queiróz. Mas a expulsão do lateral-direito Marcos Martins mudou os planos do técnico Leston Júnior, que teve de acionar Augusto Potiguar no setor, sacando o atacante Augusto.

Com a definição indo para os pênaltis, ficou a dúvida se o atleta seria um dos cinco batedores, principalmente depois do que aconteceu no Estadual. Sem a divulgação da lista por parte da comissão técnica, a expectativa foi se estendendo a cada cobrança realizada. Depois do empate em 5x5, foram iniciadas as batidas alternadas. A sexta e a sétima cobrança tiveram responsabilidade de dois jovens valores do clube: Augusto Potiguar e Ítalo Henrique. 

Quando Ítalo, lateral-esquerdo do CRB, empatou a série em 7x7, Allan Dias enfim caminhou até a marca do pênalti e foi para o chute. Àquela altura, apenas o zagueiro Danny Morais e o goleiro Anderson não haviam se dirigido para a cobrança. Batendo firme no canto direito e deslocando o goleiro Edson Mardden, o armador de 30 anos ajoelhou no gramado e comemorou bastante o gol. 

Foi aí que Mailson bateu e Anderson, com os pés, cravou o Mais Querido na próxima fase do Nordestão. Entre a festa junto aos companheiros e a torcida, Allan Dias aproveitou para agradecer as mensagens de apoio que recebeu neste momento difícil. 

" A cobrança exagerada acaba atrapalhando um pouco, as coisas passam a não dar certo. Mas dedico essa classificação primeiramente a Deus que me abençoou. O destino estava esperando eu bater para me redimir. Agradeço aos torcedores que me apoiaram, mandaram incentivo. O gol de empate nos acréscimos não foi por acaso, tem a mão de Deus. Merecíamos esse resultado ", disse. 

Compartilhe:

Convertendo último pênalti coral, Allan Dias dá volta por cima e mostra alívio

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.