Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

68,6666666666667

Classifique:

Futebol Profissional

Santa Cruz sai na frente, mas atuação de Anderson não evita virada do Ceará

Publicado: sábado,23 de março de 2019, às 18:19
Por: Alexandre Ricardo

O TIME - O Santa Cruz teve um desfalque e tanto para encarar o Ceará, em plena Arena Castelão. No treinamento da quinta-feira(21), o atacante Pipico sentiu um problema no tornozelo e foi vetado pelo departamento médico. Para o seu lugar, Guilherme Queiróz foi novamente acionado como camisa 9 da equipe. Mantendo a base do restante do time, com Allan Dias no meio-campo e Luiz Felipe na ponta direita, o técnico Leston Júnior apostou em Augusto pelo lado esquerdo, deixando Elias como opção no banco de reservas. Diante disso, o Mais Querido foi escalado com Anderson; Cesinha, João Victor, William e Bruno Ré; Ítalo Henrique, Diego Lorenzi e Allan Dias; Luiz Felipe, Augusto e Guilherme Queiróz.

O JOGO - Um clássico sem muita inspiração, com o placar de 0x0 refletindo as dificuldades que Náutico e Santa Cruz tiveram de trabalhar a bola e se aproximarem do resultado positivo. O empate fez com que a Cobra Coral terminasse na terceira posição da primeira fase do Campeonato Pernambucano, somando 17 pontos.

O Santa Cruz mostrou sua disposição e proposta de jogo logo nos primeiros minutos, agrupando a posse de bola no meio-campo e tentando anular as investidas do Ceará, principalmente com os dois laterais. Antes de inaugurar o marcador, o time coral teve uma chance clara com Augusto, que recebeu ótimo passe de Luiz Felipe e tentou a cavadinha, mas o goleiro Richard realizou a defesa. 

Como era de se esperar, o Ceará foi ao ataque em busca do empate. Construiu-se uma memorável atuação do goleiro Anderson, aparecendo, só no primeiro tempo, em tentativas de Felipe Baxola e Juninho. Porém, o grande lance aconteceu nos últimos minutos antes do intervalo, quando Roger recebeu cruzamento com liberdade, dentro da área, e cabeceou com muita convicção. Mas lá estava o arqueiro coral, que operou um milagre.

Mantendo a postura na volta do intervalo, o Santa Cruz levou um banho de água fria ao levar o primeiro gol logo no início da etapa final. Sem conseguir reter a bola no sistema ofensivo, a Cobra Coral sofreu com a movimentação de Wescley e Ricardo Bueno, ex-jogadores tricolores acionados logo no intervalo pelo técnico Lisca. 

Aos 20 minutos, Ricardo Bueno teve a bola da virada, mas o assistente marcou impedimento, de maneira equivocada. Nos minutos seguintes, o show de Anderson continuou, realizando intervenções cruciais, como a finalização de Felipe Baxola após receber cruzamento da direita. Pouco tempo depois, Ricardo Bueno desviou lançamento e encontrava o canto direito, mas o camisa 1 coral novamente estava lá. 

De tanto insistir, o Ceará marcou o segundo gol e só teve de administrar os últimos minutos de partida. Nem as entradas de Patrick Vieira pela direita e Elias pela esquerda surtiram efeito, deslocando Allan Dias como um falso centroavante. Apesar da luta, o Santa Cruz saiu de campo derrotado pela segunda vez nesta Copa do Nordeste.

GOLS - O Santa Cruz conseguiu abrir o placar com apenas nove minutos de jogo. Luiz Felipe cobrou escanteio da esquerda no primeiro pau, e Bruno Ré subiu no tempo certo para desviar e balançar as redes do goleiro alvinegro. O empate do Ceará marcou o início do segundo tempo, quando com apenas cinco minutos de bola rolando o lateral-esquerdo Thiago Carleto soltou uma bomba, em cobrança de falta. A bola passou pelo meio de barreira e morreu no canto esquerdo do goleiro Anderson. A pressão contínua culminou no gol do triunfo cearense, aos 41 minutos. Ricardo Bueno puxou contra-ataque após escanteio do Santa Cruz. No mano a mano com Cesinha, o atacante aproveitou o escorregão do lateral-direito coral para apenas deslocar o arqueiro tricolor.

MODIFICAÇÕES - Logo após o gol de empate do Ceará, Leston Júnior realizou sua primeira mudança na equipe, tirando Guilherme Queiróz e mandando Elias a campo. Aos 21 minutos da etapa final, na intenção de dar maior consistência ao sistema defensivo, Charles entrou para a saída de Augusto. A última alteração aconteceu com 32 minutos, saindo Luiz Felipe para dar lugar a Patrick Vieira. 

Compartilhe:

Santa Cruz sai na frente, mas atuação de Anderson não evita virada do Ceará

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.