Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

68,6666666666667

Classifique:

Futebol Profissional

Utilizando exemplo de André Luis, presidente quer seguir investindo em jovens promessas

Publicado: terça-feira,23 de outubro de 2018, às 17:01
Por: Alexandre Ricardo

Todos os cenários de planejamento do Santa Cruz para a próxima temporada passam por um forte investimento em jogadores que estão surgindo no futebol. De um lado, as categorias de base do clube vão ganhando uma maior atenção. Do outro, a prática de trazer valores de outras equipes deve continuar sendo utilizada em 2019. 

Foi nesse contexto de estreitar relações com outras agremiações que o Mais Querido trouxe três atletas oriundos da base do Palmeiras neste ano: o zagueiro Augusto Silva, o lateral Maílton e o volante Johnny. Nos últimos dias, outro exemplo recente ganhou destaque na mídia nacional, ao ter negociação fechada com o Corinthians. 

Trata-se do atacante André Luis, que esteve no Santa Cruz em 2017 e veste a camisa do Ponte Preta nesta temporada. Em 29 jogos disputados até o momento pelo time de Campinas, marcou dez gols, despertando o interesse do atual campeão brasileiro, que fechou com o atleta para o ano que vem. A trajetória do jogador de 21 anos foi relembrada pelo presidente Constantino Júnior. 

" André foi fruto de uma parceria, estava no time C do sub-20 do Atlético/PR. As principais equipes estavam numa excursão realizada no interior, e aqui, num jogo amistoso promovido, ele estava atuando. Veio para cá, num processo de muita paciência. Passou cinco anos na base do Atlético, numa estrutura de primeiro mundo. Arrumou seu espaço, passou uma temporada na nossa base e em 2017 fez quase todos os jogos no profissional ", contou o mandatário coral, em entrevista à Rádio Jornal. 

Com direitos econômicos vinculados ao Cianorte/PR, todo o percentual que cabia ao Santa Cruz foi vendido, não restando nenhuma porcentagem em negociações posteriores. Por uma cláusula de confidencialidade, os valores não podem ser revelados. Num cenário de poucas receitas, a vitrine de jogadores em busca de espaço surge como uma importante alternativa financeira. 

" Vamos precisar muito desse entendimento, do respeito que o Santa Cruz tem no cenário nacional para que os demais clubes possam continuar negociando jogadores, apostando nessa nossa formação. Vejo com bons olhos o trabalho que tem sido feito com nossa base, os nomes que estão sendo lapidados. Coloco todo meu respeito ao nosso corpo diretivo, aos profissionais da comissão técnica. Temos que voltar a ser um clube formador ", concluiu Constantino Júnior. 

Compartilhe:

Utilizando exemplo de André Luis, presidente quer seguir investindo em jovens promessas

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.