Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

85,8333333333333

Classifique:

Futebol Profissional

Santa Cruz dá atenção ao trabalho físico na transição dos jogadores da base

Publicado: segunda-feira,1 de outubro de 2018, às 16:47
Por: Alexandre Ricardo

O início do trabalho para a temporada 2019 deve ser de atenção especial aos jogadores oriundos das categorias de base do clube, que devem ganhar chances na equipe principal. A princípio, o planejamento é de que por volta de 15 jovens estejam à disposição da nova comissão técnica, na apresentação do elenco que aconteceu na segunda metade de novembro. 

A renovação com o preparador físico Flávio Trevisan é um dos pontos encarados pela diretoria como cruciais para essa preparação. Em conjunto com a fisiologia, serão implementados métodos para que os jovens valores do clube estejam em condições de igualdade com os mais experientes, tentando alcançar um nível de equilíbrio no plantel. 

De acordo com o profissional, que vai para sua temporada na comissão técnica coral, serão detalhados os dados fisiológicos de cada jogador, padronizando as avaliações físicas, num protocolo de avaliação periódica para estudar as melhores individualmente. A partir daí, as cargas podem ser aplicadas num caráter coletivo. 

Quem também falou sobre o assunto foi o presidente Constantino Júnior, que prometeu um ano diferente em relação a 2018, na utilização dos atletas. Exaltando o ano positivo da base, que chegou em três categorias nas fases eliminatórias do Campeonato Pernambucano, o mandatário coral quer resgatar a tradição do Mais Querido nesse aspecto. 

" Com relação ao departamento de base, não tenho dúvida que 2019 será diferente em relação ao aproveitamento dos jogadores. Sabemos da filosofia do clube, são atletas que têm o DNA do clube, num custo baixo. O jogador não é revelado por acaso, tem de existir todo um trabalho. Vimos atletas com condições no sub-20, disputando em bom nível o Brasileiro Sub-23. Claro que estamos longe do ideal, principalmente no que se refere a estrutura. Mas é uma preocupação nossa esse cuidado com nossas joias ", falou.

CATAPULT 
Em relação aos equipamentos utilizados pela comissão, a ideia é que o clube tricolor volte a utilizar o Catapult, sistema de monitoramento que ajuda a analisar o rendimento dos jogadores nos treinos e nos jogos. Posicionado no colete de cada atleta, o aparelho monitora a intensidade nos trabalhos, calculando os detalhes da movimentação dentro de campo, como direção mais frequente e desempenho máximo na parte física. Nesta temporada, por falta de recursos financeiros, o Santa Cruz não utilizou o método. Porém, de acordo com Felipe Rêgo Barros, vice-presidente de futebol, estão sendo viabilizados recursos para a utilização em 2019.

Compartilhe:

Santa Cruz dá atenção ao trabalho físico na transição dos jogadores da base

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.