Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

51,5

Classifique:

O Clube

Para honrar compromissos de setembro, diretoria estuda antecipação de cotas

Publicado: sexta-feira,21 de setembro de 2018, às 14:36
Por: Alexandre Ricardo

O departamento administrativo-financeiro do Santa Cruz segue trabalhando para equilibrar as contas do clube nesta reta final de temporada, já pensando nos desafios de 2019. Com cenário positivo de cotas para o próximo ano, a cúpula coral não descartou a possibilidade de realizar um adiantamento para sanar os débitos referentes a  setembro, mês que marca o vencimento da maioria dos contratos do elenco. 

Porém, de acordo com o coordenador do núcleo de gestão do clube, Roberto Freire, essa alternativa está sendo cuidadosamente estudada. Se acontecer, ele garante que é um quantitativo mínimo, sem maiores preocupações para os próximos meses, já que até o final do ano a expectativa é de maior fôlego.

" Essas cotas das competições são parceladas por mês. Por exemplo, o primeiro valor da Copa do Brasil entra em outubro. Em novembro, dezembro e janeiro, entram Pernambucano e Copa do Nordeste. E assim por diante. Dentro desse fluxo, estamos analisando um cenário de antecipação para cumprir o planejamento de setembro. Se for precisa, é uma quantidade mínima, pela necessidade de suprir o fluxo de caixa ", explicou o diretor, em entrevista à Rádio Jornal.

O discurso otimista em relação a 2018 explica-se pelo fato de que o Santa Cruz não teve acesso às receitas do Estadual e do Nordestão, já que foram todas antecipadas pela gestão anterior. Em relação aos passivos do clube, Roberto Freire revelou a forma como o trabalho tem sido feito neste primeiro ano de mandato do presidente Constantino Júnior. 

" O passado do Santa Cruz é muito delicado. Sofremos a todo momento mudanças de planejamento, por conta de situações inesperadas, que a direção desconhece. Por mais que se faça um estudo para que haja uma previsão, os processos de gestões eram muito informais. Não se tinha documento, contrato. Estamos sofrendo nessa tentativa de formalizar os processos, construindo uma segurança daquilo que o clube está envolvido ", finalizou.

Compartilhe:

Para honrar compromissos de setembro, diretoria estuda antecipação de cotas

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.