Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

46,35

Classifique:

Futebol Profissional

Sem antecipação de cotas, Santa Cruz projeta cenário financeiro do próximo ano

Publicado: sexta-feira,31 de agosto de 2018, às 15:38
Por: Alexandre Ricardo

Uma das ações do presidente Constantino Júnior, que assumiu o Santa Cruz no início deste ano, foi criar um núcleo responsável por conduzir as ações administrativas e financeiras do clube. Conduzida pelo economista e contador Ítalo Mendes, a vice-presidência administrativa do Mais Querido conta com o auxílio de pessoas como Roberto Freire e João Caixero de Vasconcelos. 

Em entrevista à Rádio Jornal, Ítalo Mendes falou do momento de trabalho intenso nas Repúblicas Independentes do Arruda. De acordo com ele, os três cenários de conclusão da temporada foram antecipadamente trabalhados pela direção, a fim de equilibrar as receitas não só desse ano, como preparar um Santa Cruz forte para 2019.

" Tivemos que planejar, desde dois meses atrás e com a Série C em andamento. Trabalhando sem emoção, projetamos um acesso à Série B, uma permanência na Terceira Divisão e também um descenso à Série D. Todos os três cenários haviam sido desenhados. Nossa maior missão é terminar 2018 sem passivos trabalhistas para o clube, algo que vem prejudicando o clube nos últimos anos ", explicou. 

Para alcançar uma maior saúde financeira, o dirigente garantiu que todos os atletas que já deixaram o clube tiveram suas negociações acertadas, afastando o risco de futuros débitos. Segundo Ítalo Mendes, o Santa Cruz tem contratos amarrados até dezembro deste ano, bem como acordos com empresas que vão até o fim de 2019.

Uma das grandes esperanças para uma melhor condição de receita é a chegada de cotas relacionadas às competições a serem disputadas. Em 2018, o Santa Cruz foi prejudicado pela antecipação de valores referentes ao Campeonato Pernambucano e Copa do Nordeste, além do fato de que não avançou na Copa do Brasil, impossibilitando uma maior aspiração financeira. 

" Não antecipamos nenhum valor de cota do ano que vem. Essa receita do Estadual, Nordestão e Copa do Brasil começa a chegar em meados de novembro e dezembro, indo até abril do ano que vem. Na Série C, sabemos que não existe o valor referente à televisão, apenas os custeios com alimentação, hospedagem e alimentação. Mas é tudo numa política de gastos do clube, com austeridade. O departamento de futebol, assim como todos os outros, tem um teto de gastos em respeito às contas da instituição ", finalizou Ítalo Mendes.

Compartilhe:

Sem antecipação de cotas, Santa Cruz projeta cenário financeiro do próximo ano

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.