Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

77,25

Classifique:

Futebol Profissional

Num jogo de muitos erros, Salgueiro e Santa Cruz não tiram o zero do placar

Publicado: segunda-feira,11 de junho de 2018, às 21:37
Por: Alexandre Ricardo

O TIME – O Santa Cruz teve muitos problemas em sua equipe, visando a partida contra o Salgueiro. Além de Geovani e Hericles, que seguem no departamento médico, o Mais Querido teve quatro desfalques: dois por suspensão, e outros dois por lesão. Enquanto Charles recebeu o terceiro cartão amarelo na última partida, Allan Vieira foi expulso. Já Vítor e Valdeir ficaram de fora após apresentarem lesão na coxa. Sendo assim, o técnico Roberto Fernandes optou por uma formação com duas linhas de quatro, acionando Eduardo Brito na lateral-esquerda e Leandro Costa como um camisa 9. O time foi escalado com Tiago Machowski; Maílton, Sandoval, Augusto Silva e Eduardo Brito; Carlinhos Paraíba, Arthur Rezende, Henrique Ávila e Robinho; Fabinho Alves e Leandro Costa.

O JOGO – O jogo deixou a desejar. Salgueiro e Santa Cruz protagonizaram um jogo disputado, mas com muitos erros em ambos os lados. Com o empate, o Santa Cruz permanece no grupo dos quatro primeiros colocados, mirando o início do returno num Clássico das Emoções diante do Náutico.

Os primeiros minutos de partida foram de mais posse de bola para o Santa Cruz, que apostava na força do ataque pelos lados do campo para incomodar. Sem muitas chances dos dois lados, foi numa jogada de contra-ataque que o Mais Querido teve a melhor chance da etapa inicial, quando no último lance, Fabinho Alves acionou Robinho. O camisa 7 coral, frente a frente com Mondragon, chutou no canto direito de Mondragon, mas a bola foi para fora. 

Na volta do intervalo, o ímpeto do Santa Cruz durou menos tempo. O Salgueiro equilibrou as ações e passou a incomodar um pouco mais na frente, mas também sem muito perigo ao gol tricolor. As melhores chances corais vieram novamente no pé de Robinho, que em uma delas obrigou o goleiro Mondragon a trabalhar. 

Nem as duas modificações feitas pelo auxiliar-técnico João Barata surtiram efeito. No finalzinho da partida, ainda deu tempo do lateral-esquerdo Izaldo receber o segundo cartão amarelo e ser expulso. Os minutos finais, com um homem a mais, não foram suficientes para que a Cobra Coral saísse de campo com um resultado positivo.

MODIFICAÇÕES - A primeira substituição tricolor aconteceu aos 17 minutos do segundo tempo, quando Halef Pitbull substituiu Henrique Ávila. Dez minutos depois, Fabinho Alves foi o escolhido para sair, dando lugar a Augusto no ataque. 

Compartilhe:

Num jogo de muitos erros, Salgueiro e Santa Cruz não tiram o zero do placar

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.