Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

82,4

Classifique:

Futebol Profissional

Mirando maior aproveitamento, treinador quer adaptação a novo estilo de jogo

Publicado: segunda-feira, 4 de junho de 2018, às 14:16
Por: Alexandre Ricardo

Roberto Fernandes é o terceiro técnico do Santa Cruz na temporada, e apesar das constantes mudanças no elenco, o novo treinador coral está lidando com um assunto recorrente desde o início do ano na equipe: o estilo de jogo desenvolvido dentro de campo. 

Depois da vitória sobre a Juazeirense/BA, o comandante coral avaliou a atuação do time, apesar dos contratempos durante o jogo. Logo no começo, foi forçado a realizar uma modificação por lesão. No segundo tempo, teve que realizar ajustes para manter o placar com um jogador a menos, depois da expulsão de Allan Vieira. 

" O desafio do Santa Cruz desde o começo da temporada é tornar o jogo um pouco mais vertical. O time tinha muita posse de bola, inclusive foi bastante elogiado durante o Campeonato Pernambucano. Mas vem tentando traduzir isso em resultado. Criamos oportunidades de gol, saímos na frente, mas depois da expulsão do Allan, tínhamos a preocupação da bola aérea ", comentou Roberto. 

E foi nessa tendência de neutralizar a bola levantada na área que o zagueiro Danny Morais foi acionado na vaga de Vítor, que pediu substituição após também sentir um desconforto na coxa. 

" Além da desvantagem numérica, não tínhamos àquela altura o (Halef) Pitbull que foi vetado e ajuda lá atrás. O próprio Allan tem uma estatura boa e se posiciona na área. Coloquei o Danny Morais para ganharmos força nesse sentido. Mesmo assim, tivemos duas oportunidades boas, que foram as melhores no segundo tempo. Principalmente com Robinho, que com um pouco mais de tranquilidade teria feito outro gol ", analisou.

Compartilhe:

Mirando maior aproveitamento, treinador quer adaptação a novo estilo de jogo

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.