Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

71,3076923076923

Classifique:

Futebol Profissional

Estreante, Roberto Fernandes fala em gosto amargo ao analisar empate

Publicado: segunda-feira,28 de maio de 2018, às 23:13
Por: Alexandre Ricardo

A expectativa era de um Santa Cruz diferente na estreia do técnico Roberto Fernandes. E a missão não era das mais fáceis, já que do outro lado tinha o vice-líder Confiança/SE, que contou com o apoio da torcida e, mesmo saindo na frente do placar, viu a Cobra Coral descontar e sair de campo com um ponto conquistado. 

Na coletiva pós-jogo, o treinador coral realizou sua avaliação do desempenho da equipe. Para ele, apesar do equilíbrio, foi o Mais Querido que teve as oportunidades mais claras, lamentando o fato do resultado positivo ter escapado. 

" Um empate fora de casa acaba sendo um ponto importante. Mas eu estaria faltando com a verdade se eu não disser que estou insatisfeito com o resultado. O Santa Cruz teve três oportunidades de gol que deveria ter aproveitado. O clube tem essa marca registrada de luta e não podemos disputar uma Série C com qualquer tipo de atitude. Mas sabemos que temos coisas a melhorar ", resumiu o técnico. 

Apesar das chances desperdiçadas, Roberto Fernandes não quis tratar o resultado como injusto. Argumentando em torno disso, o comandante tricolor aproveitou para elogiar o desempenho dos jogadores. 

" Não foi nada de injusto. Futebol é aproveitamento, eficácia. Não convertemos e saímos com o empate. Mas precisamos valorizar o empenho dos atletas, a entrega dentro de campo. Temos situações a evoluir e vamos atingir esse objetivo. Eu diria que saio com um sentimento positivo, mas satisfeito não, pois tenho gostinho de quero mais ", explicou. 

MOMENTO 
" O Santa Cruz ele vinha de um momento, na temporada, complicada. Derrota na Série C e uma eliminação no Nordestão de uma forma que o torcedor não pode aceitar. Mas não nos limitamos a se defender diante do Confiança, procuramos o jogo também ".

ELENCO 
" Temos carência em duas situações, que inclusive já foi conversada com o presidente. Mas precisamos ter critério, porque jogador de Série A ou B não vai querer vir. Não por ser o Santa Cruz, mas por esse calendário reduzido do campeonato acabar antecipadamente. Temos um elenco reduzido, mas precisamos de contratações pontuais. Não é excesso, e sim jogadores que venham com condições de jogar ".

CONCLUSÃO 
" A finalização é uma das coisas a serem trabalhadas. Mas tem outras situações. Quando o quarto árbitro levanta a placa dos acréscimos, não podemos levar dois contra-ataques da forma como aconteceu ".

FUTURO 
" Sabemos que precisamos fazer nosso dever de casa. Temos seis jogos pela frente no Arruda. Não será de qualquer forma, temos que respeitar os adversários, mas sim fazendo por merecer sair com os resultados. O Mundão do Arruda tem que fazer a diferença, como sempre fez na história do Santa Cruz ".

Compartilhe:

Estreante, Roberto Fernandes fala em gosto amargo ao analisar empate

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.