Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

84,2727272727273

Classifique:

Futebol Profissional

Apresentado, Roberto Fernandes agradece oportunidade e vislumbra acesso

Publicado: quinta-feira,24 de maio de 2018, às 16:34
Por: Alexandre Ricardo

Foi tudo muito rápido. Depois da saída de Paulo César Gusmão, o Santa Cruz tratou de procurar outro nome e anunciou Roberto Fernandes como novo treinador da equipe coral. Na tarde desta quinta-feira(24), foi apresentado oficialmente numa coletiva de imprensa, antes do treino no campo.

Nas primeiras palavras, antes das perguntas, o técnico de 47 anos falou sobre a satisfação em estar comandando o Clube do Povo, além da confiança da diretoria em abrir negociação e chegar à contratação. 

" Quero agradecer a confiança da diretoria. Ao meu ver esse convite demorou um pouquinho, passou do momento que eu assumisse esse desafio. Qual treinador do Brasil não se sentiria honrado em defender o Santa Cruz? Chego com muita felicidade, motivação e esperança de chegar ao objetivo que é o acesso ", falou. 

Terceiro treinador na atual temporada, Roberto Fernandes opinou sobre o momento que vive o time tricolor na temporada. Para ele, é uma oportunidade de reflexão e entendimento da dificuldade que a Série C impõe a cada rodada.

" Quando assumi o Confiança, em 2016, o clube estava na zona de rebaixamento. Depois, quase se classificaria. O Santa Cruz estava recentemente no G4, se encontra num colocação acessível. A força do torcedor fará diferença em busca do acesso. Obviamente, não é a mudança no comando que garante os resultados. Mas a postura tem que passar por mim, na direção e chegar nos jogadores ", avisou o novo comandante.

DIFICULDADES
" A Série C é extremamente equilibrada, fica até redundante de falar. Não podemos achar que apenas a força da camisa vai adiantar. Até rodada passada o Atlético Acreano era líder. Estava aqui do lado e sei a qualidade do time do Santa Cruz, que tem condições de brigar na parte de cima da tabela ".

PERFIL
A crítica fica por parte da imprensa, que avalia o trabalho. O que ficou no Náutico foi o fim do jejum de títulos, a marca de uma equipe aguerrida. Mas agora estou no Santa Cruz, um clube que está numa divisão que não condiz com seu tamanho ".

QUESTIONAMENTOS
" Ninguém fala do jejum que tirei do Náutico, do Remo, do América de Natal. Sempre existe essa questão de que sou torcedor. Mas meu carro-chefe não é identificação. Todo mundo teve uma infância, não é exclusividade minha. Ontem tinha torcedor me desejando boa sorte, hoje gente me chamando de judas. Por que não pagam minhas contas? Eu estava contratado lá. Quem está no Santa Cruz é o profissional "

DESEJO
" Para mim, seria fantástico terminar a temporada com um título estadual e um acesso à Série B. Mas não posso me colocar à frente dos objetivos do clube. O importante é ter consciência da nossa responsabilidade ".

Compartilhe:

Apresentado, Roberto Fernandes agradece oportunidade e vislumbra acesso

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.