Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

25,75

Classifique:

Futebol Profissional

Após derrota, jogadores pedem mais capricho na criação de jogadas

Publicado: terça-feira, 1 de maio de 2018, às 23:57
Por: Leonardo Albertim

O ABC/RN conseguiu sair em vantagem nesse primeiro confronto das quartas de final da Copa do Nordeste. Com gol de Leandrão, o time potiguar venceu pelo placar mínimo e agora joga pelo empate no Arruda, na partida de volta. 

Demonstrando muito desgaste após o apito final, os jogadores do Santa Cruz lamentaram o resultado negativo, mas ressaltaram a boa postura da equipe na etapa final. Segundo eles, a marcação ficou mais organizado, entretanto, faltou poderio ofensivo para furar o bloqueio abcedista. 

Charles: "Esse resultado foi o mínimo que eles conseguiram. Mas a gente marcou bem, saiu para o jogo, infelizmente não concluímos em gol. Mas temos capacidade de reverter em casa".

Danny: "A gente tem que pegar mais em cima. Estamos dando liberdade para eles criarem. No segundo tempo a gente melhorou, mas temos que ter essa atitude desde o começo. Temos condições de reverter esse placar na nossa casa".

Vítor: "O ABC trocava muito de posição e a gente se confundiu um pouco, mas acertamos para o segundo tempo. Foi essa questão que fez a gente anular e no segundo tempo eles não criaram. Agora vamos pra casa e fazer um grande jogo. Ainda está em aberto".

Carlinhos Paraíba: "Na preleção o professor falou que ali era o ponto forte deles e a gente tentou anular. Não podemos tirar os méritos deles. Temos que pensar agora no jogo da volta. Estaremos em casa e com o apoio da torcida podemos reverter. O gol que a gente tomou foi algo que acontece, não teve falha. Nossa equipe fez aquilo que o professor pediu e esse resultado deixa a gente tranquilo. Temos nossa torcida e vamos reverter isso aí".

Robert: "A gente está criando pouco. A equipe deles defendeu bem. Sabemos que é um jogo de 180 minutos. Não podemos falar quem errou, apenas trabalhar. Vamos pedir o apoio do torcedor e fazer valer o nosso mando de campo. Infelizmente nosso calendário é assim. O jogador sofre bastante. O professor chegou e não teve tempo nenhum de treinar. É difícil, mas temos que jogar. Agora é um jogo difícil contra o Remo, mas nossa equipe está preparada".

Compartilhe:

Após derrota, jogadores pedem mais capricho na criação de jogadas

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.