Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

84,2727272727273

Classifique:

Futebol Profissional

Citando exemplos, treinador coral fala da disputa por contratações no mercado

Publicado: sábado,31 de março de 2018, às 12:23
Por: Alexandre Ricardo

O Santa Cruz concentra, a partir de agora, todas as atenções para o maior objetivo do clube no ano: voltar à Série B do Campeonato Brasileiro. Para isso, a diretoria segue trabalhando para reforçar o elenco não só para a disputa da Terceira Divisão, mas a tempo também de inscrever atletas para o mata-mata do Nordestão, que tem prazo estendido até o fim de abril. 

O técnico Júnior Rocha falou, logo após a vitória contra o Confiança/SE, sobre a dificuldade que o clube vem encontrando no mercado para negociar com os atletas. O Campeonato Paulista, principal vitrine do primeiro semestre, foi citado pelo treinador coral, que falou sobre um jogador que nos últimos meses foi especulado no Mais Querido. 

" É difícil falar sobre contratações, citar jogadores que não estão aqui ainda. A dificuldade é para todos, porque a concorrência é muito grande. O Paulistão se encerra e abre um leque grande, mas tende a abastecer as séries A e B. Os jogadores que vão se destacando lá, todo mundo quer. Tem o caso do Moacir, que trabalhou comigo no Luverdense/MT e já acertou com o Vila Nova/GO ", falou o comandante. 

Uma saída encontrada pelo clube tricolor foi contar com a ajuda da torcida, que está sendo incentivada a colaborar diretamente para a contratação de um nome diferenciado. O projeto Camisa 12 foi comentado por Júnior Rocha, que elogiou a iniciativa. 

" É uma iniciativa da torcida, que quer trazer um jogador para o grupo. Isso mostra o comprometimento com o clube, a força dessa massa para adquirir um atleta. Fica aqui meu pedido para o torcedor que pode, colaborar na campanha. Tenho certeza que será um sucesso ", concluiu o técnico.

Compartilhe:

Citando exemplos, treinador coral fala da disputa por contratações no mercado

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.