Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

68,6666666666667

Classifique:

Futebol Profissional

Ciente das deficiências, treinador coral explica foco nos trabalhos de finalização

Publicado: sábado,24 de março de 2018, às 06:21
Por: Alexandre Ricardo

A partida contra o Treze/PB escancarou a dificuldade que o Santa Cruz vem tendo para converter em gols as chances criadas durante as partidas. Apesar de estar jogando fora de casa, o Mais Querido teve as melhores oportunidades mas ficou apenas no empate sem gols diante do Galo da Borborema. 

Após o apito final, o técnico Júnior Rocha que um dos focos da semana de preparação da equipe foi justamente a construção ofensiva, passando pela criação e pela criação de jogadas. Além disso, o treinador tricolor mencionou alguns aspectos no fundamento que são determinantes para que os jogadores tenham sucesso. 

" Nós criamos bastante durante os jogos, mas temos que aprimorar. Até o último treino, já na Paraíba, fizemos um trabalho de finalização. Venho falando com os atletas, procurando orientar. Às vezes é questão de enquadrar melhor o corpo, tomar as melhores decisões. São detalhes que fazem a diferença ", falou o comandante coral. 

Apesar da vitória não ter sido alcançada, a avaliação foi positiva do comportamento da equipe. De acordo com ele, a eliminação no Campeonato Pernambucano já faz parte do passado. 

" Fora de casa, não nos acovardamos. Pegamos a bola e procuramos concretizar o que trabalhamos na última semana. Tem o mérito do adversário, que às vezes neutralizar nossas jogadas. Mas o objetivo da classificação foi alcançado, sei o quanto a gente batalha no dia a dia. Nos recuperamos de uma derrota bem dolorida, mas vamos em frente. Ainda não conquistamos nada, mas temos muito a evoluir ", afirmou.

Compartilhe:

Ciente das deficiências, treinador coral explica foco nos trabalhos de finalização

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.