Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

82,4

Classifique:

Futebol Profissional

Feliz com mérito do grupo, Júnior Rocha evita comentar sobre arbitragem

Publicado: sábado,10 de março de 2018, às 19:35
Por: Alexandre Ricardo

CRB/AL e Santa Cruz protagonizaram um jogo bastante disputado na tarde deste sábado(10), no Estádio Rei Pelé. Não à toa, a partida acabou com mais de dez cartões amarelos, três expulsões e dois lances onde o clube pernambucano reclamou de pênalti. 

Ao final da partida, o técnico Júnior Rocha seguiu com a postura de não analisar a atuação dos homens do apito. " Eu não falo sobre arbitragem. Apitar treino já é ruim, imagina em jogos difíceis como esse, de muita intensidade? É difícil ", limitou-se o treinador coral. 

Palavras mesmo foram ditas sobre a atuação do seus comandados, já que o Mais Querido entrou em campo com sete mudanças em relação ao time que encarou o Sport Recife na última quarta-feira(7). Muitos dos que não vinham jogando tiveram oportunidade, e o técnico tricolor falou sobre o trabalho que vem sendo feito. 

" Valorizo muito o dia a dia, tudo que vem sendo feito. É difícil você administrar um grupo de jogadores que estão atuando regularmente, ainda mais quem não está entrando em campo. Fazer o Geovani evoluir, o próprio (Leandro) Salino que chegou recentemente. Precisamos dar confiança para quando acionarmos estes atletas, estarem no mesmo nível dos outros ", valorizou.

Apesar da boa atuação, o gol de empate saiu apenas quando os titulares Fabinho Alves, Hericles e Robinho foram acionados. Porém, Júnior Rocha tratou de ponderar as situações de jogo naquela altura do confronto. 

" Treinamos muito a questão da organização, é natural que aconteçam as oscilações. Demos uma queda depois do gol sofrido, mas não é demérito de quem saiu e apenas mérito de quem entrou. O CRB também deu uma queda na intensidade e isso colaborou ", disse o treinador. 

DIFICULDADE 
" Jogando fora de casa, se tratando de um CRB que leva vantagem por ter mantido uma base, entrar forte nas competições que disputa. Conseguimos igualar principalmente na competitiidade. No gol sofrido, estávamos com posicionamento que eu cobro, com os dois mais altos na área. Mas o defensor deles teve mérito e ganhou na impulsão ". 

FORÇA 
" O que fica é o comprometimento do atleta, o interesse em aprender e estar evoluindo. Hoje, tem que se enquadrar num perfil que o esporte de alto rendimento exige. Estamos enfrentando equipes favoritas em seus respectivos estaduais e encarando de igual para igual ".

SEQUÊNCIA 
" Estamos há dez jogos sem perder, mas isso fica em segundo plano. O clube passa por uma reconstrução em todos os departamentos, agradeço ao torcedor que veio nos apoiar e acima de tudo, a atitude dos atletas. Estamos longe do ideal, mas vamos evoluindo a cada jogo ".

Compartilhe:

Feliz com mérito do grupo, Júnior Rocha evita comentar sobre arbitragem

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.