Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

64,375

Classifique:

Futebol Profissional

Explicando decisão de permanecer, Grafite projeta rendimento melhor em campo

Publicado: quinta-feira,4 de janeiro de 2018, às 20:40
Por: Alexandre Ricardo

O ano de 2018 deve marcar a última temporada de Grafite como jogador profissional e consequentemente, atleta do Santa Cruz. Se nas temporadas anteriores o camisa 23 foi sem dúvidas o grande líder do elenco coral, o fato será mais evidente agora, já que o Mais Querido disputará a terceira divisão do futebol nacional. 

Para se ter uma ideia, Grafite é mais velho (38 anos) do que o atual treinador tricolor, Júnior Rocha (36 anos). Fatores como família, identificação com o clube e planejamento para o futuro pesaram para que o acerto fosse concretizado. 

" Tive um 2017 difícil, o rebaixamento doeu bastante. Depois que saí do Atlético/PR, minha ideia era me preparar para voltar forte este ano. Assinei com o Santa Cruz e não rendi o esperado. Mas conversei com meus familiares, não queria sair da cidade. Dialoguei também com pessoas do clube e tomei a decisão de seguir atuando. O Santa Cruz é a minha casa, tenho um respeito enorme pela instituição. Espero voltar a render o esperado e ajudar dentro de campo ", resumiu o centroavante. 

Um dos assuntos mais conversados durante a negociação foi a questão dos débitos que o clube tem junto ao atacante. Durante a conversa, surgiu a possibilidade do clube vincular porcentagens de atletas da base a Grafite. Com alguns detalhes a serem concretizados, o ídolo coral explicou porque não é tão simples levar adiante a alternativa. 

" É uma possibilidade que a direção colocou na mesa. Sabemos da situação financeira e o ativo do clube são os jogadores mais jovens. Mas no momento, não é algo interessante porque estou jogando. Estou exercendo a função de jogador ainda e não seria ético eu estar empresariando outro atleta. Devo ter uma conversa nesta semana com Alírio (Moraes, ex-presidente) para chegar a um acordo. Deixo a possibilidade em aberto para o futuro ", argumentou. 

LIDERANÇA 
" Agora temos um executivo de futebol, o Fred Gomes, para se colocar no intermédio entre dirigentes e jogadores. Fiquei muito focado no extracampo ano passado, e isso acaba prejudicando. Mas agora é um novo período e nossa torcida é para que tudo ocorra dentro da normalidade e possamos falar apenas sobre o que acontece nas quatro linhas ". 

CONDIÇÃO
" Sou um cara que me cuido, vinha treinando durante as férias. Claro que inicio um passo atrás do restante do grupo, mas aos poucos alcanço o ritmo. Deve haver uma conversa entre os departamentos médico e físico para estipular uma data para eu estar à disposição. Acredito que é difícil para os dois primeiros jogos. Em 15 dias, espero atuar ". 

Compartilhe:

Explicando decisão de permanecer, Grafite projeta rendimento melhor em campo

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.