Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

72,1

Classifique:

O Clube

Candidatos usam apoio de ex-jogadores para buscar votos

Publicado: domingo, 3 de dezembro de 2017, às 11:48
Por: Leonardo Albertim

A eleição do Santa Cruz está se aproximando e os candidatos vão buscando conquistar os votos para vencer a disputa. Nessa reta final de campanha, a ideia das chapas foi mostrar o apoio de ex-jogadores corais em vídeos publicados nas redes sociais. 

A oposição usou desse recurso utilizando um grande ídolo da massa coral para convidar o torcedor. O ex-volante Mancuso declarou apoio ao candidato Fábio Melo, da chapa Santa Cruz do Povo. No vídeo publicado, o argentino falou em valorização: "Se você quer um clube transparente, um futebol forte, faça como eu. Com Fábio Melo e todo mundo junto, vamos valorizar o Santa Cruz".

Com menos tempo de campanha, a chapa da situação devido a entrada de Constantino Júnior na disputa, também seguiu a linha de utilizar atletas que tiveram boas passagens pelo clube para declarar apoio, e em maior número. Renatinho e Gilberto, formados nas categorias de base frisaram a amizade com Tininho e estão na torcida. Outro vídeo publicado foi o de Milton Mendes, campeão da Copa do Nordeste e do Pernambucano em 2016. O técnico confirmou sua torcida: "Ele é o nome certo pelo caráter, comprometimento, amor pelo clube e honestidade". 

Albertino dos Anjos, da chapa Muda Santa Cruz, foi mais comedido nesse quesito. Nada de apoio de jogadores de futebol. O único vídeo desse tipo publicado em uma rede social foi o de Pampa, campeão olímpico de vôlei, em 1992: "Temos que nos profissionalizar. Meu candidato é Albertino e ele vai fazer essa mudança".

A eleição ocorre na próxima terça-feira (5/1). A lista de sócio está disponível no site oficial do clube e também em painéis na sede social. 

Compartilhe:

Candidatos usam apoio de ex-jogadores para buscar votos

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.