Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

34,3333333333333

Classifique:

Futebol Profissional

Sem marcar há três meses, Bueno se mostra incomodado com jejum: "Sou contratado pra fazer isso"

Publicado: segunda-feira, 30 de outubro de 2017, às 17:57
Por: Leonardo Albertim

Ricardo Bueno faz parte do setor mais criticado do Santa Cruz nos últimos dias. A falta de gols vem sendo muito prejudicial ao tricolor nesta reta final de Série B. Perto de completar três meses sem balançar as redes, o camisa 99 reconheceu a má fase e afirmou sentir incômodo com o jejum.

O último gol marcado por Bueno aconteceu no dia 1 de agosto, na derrota por 2x1 para o Paysandu, na Arena de Pernambuco. Nos 25 jogos que atuou desde que foi contratado pelo Mais Querido, foram apenas quatro gols marcados.

“Na verdade eu fico muito incomodado por não marcar gols. Sou contratado para fazer isso. Torcedores, diretoria, todo mundo espera que eu faça. Fico incomodado e tenho buscado isso. Às vezes finalizando de fora da área. Quero acabar com esse jejum e ajudar o Santa. Mesmo quando jogo sozinho de centroavante, saio bastante da área. Faz parte. Vou ajudar sempre da melhor forma em campo”, comentou Bueno.

SITUAÇÃO
“A gente não pode desistir. Enquanto tivermos chances no campeonato, vamos buscar. A gente sabe das dificuldades e que não tivemos ainda essa sequência de vitórias que precisamos, mas repito: temos chances. Não podemos desistir. Vamos pensar jogo a jogo”.

EXTRACAMPO
“Atrapalha bastante. No início do campeonato a gente falava em acesso pelo grupo que tinha e tivemos uma queda absurda. Isso atrapalhou bastante a gente psicologicamente. Também existem os problemas do Santa Cruz, que não é segredo pra ninguém".

SALÁRIOS
“Nós não tivemos nenhuma conversa com relação a greve e muito menos com a diretoria sobre salários. Isso é coisa de rede social ou de torcedor rival querendo colocar algo. No final da partida eu falei que temos os problemas aqui, mas também disse que independente de tudo vamos seguir nosso trabalho para tirar o clube dessa situação. Feito isso, vamos atrás do que é de direito nosso”.

ERROS
“Essa mudanças de trabalho acabam atrapalhando. Chegam pessoas com uma filosofia nova e é difícil se adaptar tão rápido. Com certeza essas coisas atrapalham. O sentimento dos jogadores é esse. Estamos colhendo o que plantamos esse ano”.

CLÁSSICO
“Matematicamente os dois tem gente de permanecer na Série B. Esse jogo além de ser um clássico, tem uma importância maior pela posição na tabela. Se fosse qualquer outra partida, seria apenas um clássico. A gente tenta colocar algo a mais por ser tratar de um clássico, mas a importância maior é vencer a partida”.

MERCADO
A gente se fechou. Sabemos das dificuldades particulares de cada um. Uns com mais do que o outro. Mas por isso que nosso pensamento é evitar a queda. Fica o sentimento do torcedor. Amanhã eu posso não estar aqui, algum diretoria também. Mas rebaixamento é ruim, desvaloriza e vamos trabalhar para que isso não aconteça”.

Compartilhe:

Sem marcar há três meses, Bueno se mostra incomodado com jejum: "Sou contratado pra fazer isso"

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.