Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

51,5

Classifique:

Futebol Profissional

Ressaltando dificuldades de enfrentar o Ceará, Martelotte explica manutenção de Wellington Cézar

Publicado: segunda-feira, 25 de setembro de 2017, às 18:18
Por: Alexandre Ricardo

Depois do empate com o Londrina/PR fora de casa, o técnico Marcelo Martelottte realizou suas escolhas para mais uma rodada da Série B. Com os retornos do volante Derley e o meia João Paulo, o treinador coral surpreendeu ao garantir a permanência de Wellington Cézar na equipe. 

Quem acabou sendo preterido foi João Ananias, além de Bruno Paulo que abre espaço para a volta de João Paulo na frente. Assim, o Santa Cruz para enfrentar o Ceará deve ser formado com Júlio César; Nininho, Anderson Salles, Sandro e Tiago Costa; Wellington Cézar, Derley e Thiago Primão; João Paulo, André Luís e Grafite.

" A tendência é que seja este time que treinou. Foi bom ver o desempenho do time com os desfalques, todos que entraram corresponderam dentro daquilo que gostaríamos. Mas a manutenção do Wellington Cézar é pela característica que a gente busca, ao lado do Derley. Avaliei como positivos seus dois jogos, contra ABC e Londrina, e optei pela manutenção ", explicou o treinador coral. 

Tratando do adversário, Martelotte pregou total respeito ao Ceará, equipe que luta pela parte de cima da tabela. Segundo o comandante, o nível de concentração será fundamental para que o resultado positivo seja garantido, neste duelo regional. 

" É sempre um jogo difícil contra o Ceará, principalmente vendo uma equipe qualificada, que luta pelo acesso. São jogadores de muita qualidade e que merecem todo respeito do nosso lado. Precisa haver muito comprometimento dentro de campo para que possamos sair vitoriosos ", garantiu. 

TORCIDA 
" Sempre falo que o torcedor do Santa Cruz faz a diferença, sua presença é fundamental. Estamos num processo de afirmação e a torcida naturalmente é peça fundamental neste cenário. Precisamos fazer do Arruda nossa casa novamente ". 

PONTUAÇÃO 
" Há três rodadas, nossa situação era muito pior. Apesar da briga estar muito acirrada, não podemos mudar nossa forma de jogar e nossas características. A seriedade deve existir independentemente da situação, pois estamos numa competição equilibrada ". 

Compartilhe:

Ressaltando dificuldades de enfrentar o Ceará, Martelotte explica manutenção de Wellington Cézar

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.