Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

12,875

Classifique:

Futebol Profissional

Givanildo entende parte da cobrança do torcedor e espera melhoria no desempenho

Publicado: quarta-feira, 2 de agosto de 2017, às 06:36
Por: Leonardo Albertim

Santa Cruz sofreu mais um baque na Série B. A derrota para o Paysandu, por 2x1, na Arena de Pernambuco, deixou o tricolor estagnado na metade de baixo da tabela e a torcida sem mais paciência. Sobre o revés, Givanildo Oliveira se mostrou ciente da má atuação e aceita cobrança.

“Sei jogamos mal e perdemos. Tivemos um problema sério no início do segundo tempo. Levamos um gol aos 3 minutos e as coisas desandaram. Chegou ao ponto da expulsão do nosso goleiro. Com menos um, empatando o jogo, ficou muito difícil. Acabamos cedendo e sendo derrotados”.

Após o duelo, alguns torcedores do Mais Querido invadiram o gramado da Arena de Pernambuco e partiram pra cima dos jogadores que ainda não haviam descido para o gramado. Sobre esse tipo de reclamação, o treinador discorda.

“A gente sabe que o futebol é assim. Quando você não ganha, a cobrança vai aumentando. Ela existe por parte do torcedor. Eu acho uma decepção apenas o torcedor que quer agredir. Quando vocês (imprensa) falam do clube, o torcedor não gosta e marca vocês para querer agredir. Isso eu não concordo. Eu queria estar aqui explicando uma vitória e não a derrota. Mas precisamos ter tranquilidade para melhorar o rendimento e voltar a ser o time vencendo”, disse Giva.

PERDAS
“Esse mundo do futebol é difícil. São apenas alguns clubes que conseguem. Quando era jogador vi muita coisa e agora como treinador vejo mais ainda. 
Tivemos alguns jogadores que não puderam jogar desde que cheguei. Perdemos o Elicarlos no jogo contra o Brasil/RS, na minha estreia, depois o Roberto que foi negociado. E o Nininho que se machucou. Hoje fomos sem o João (Paulo), sem o Léo (Lima) e ficou difícil. Precisamos ter jogador pra colocar quando essas coisas acontecerem”.

LÉO LIMA
“Os atletas são amigos. Vocês veem eles discutindo dentro de campo, mas isso é normal. Então vai ser normal também a solidariedade ao Léo. Mas não posso dizer que isso atrapalhou e nos fez perder o jogo”.

EXPULSÃO
“Eu falo isso em preleção. Vamos começar e terminar com onze. Ali, no lance, ele teve a decisão de fazer a falta. Aconteceu aquilo de um erro que ocorreu lá na frente. Acho que foi o Tiago (Costa), que tentou um lance e não conseguiu e a bola sobrou para o jogador que sofreu a falta. O erro foi lá na frente”.

SEQUÊNCIA
“Precisamos esperar o próximo jogo. Se voltarmos sem pontos, fica complicado, embora ainda faltem mais 19 jogos depois. Não estamos na parte de baixo ainda. Vamos buscar arrumar à nível de contratação, aguardar o pessoal do DM e começar bem esse segundo turno. Queremos muito entrar no grupo dos quatro”.

Foto: CoralNET

Compartilhe:

Givanildo entende parte da cobrança do torcedor e espera melhoria no desempenho

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.