Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

42,4117647058824

Classifique:

Futebol Profissional

Sem mistério, Givanildo divulga time e quer encontrar equilíbrio para vencer

Publicado: quinta-feira, 6 de julho de 2017, às 12:28
Por: Leonardo Albertim

Nas vésperas de realizar sua reestreia na área técnica pelo Santa Cruz, Givanildo Oliveira não fez mistério e confirmou a equipe que vai iniciar o confronto diante do Brasil de Pelotas/RS, pela 12° rodada da Série B. Com duas mudanças, o treinador, a princípio, espera os jogadores com outra postura.

Os onze que vão entrar em campo são os seguintes: Júlio César; Nininho, Jaime, Bruno Silva e Roberto; Derley, Elicarlos, João Paulo; André Luis, Augusto e Ricardo Bueno: “O time é o que vocês viram durante o coletivo. Véspera de jogo não tem muito o que fazer. Vamos ter a última conversa amanhã, na preleção, para que a gente possa fazer um bom jogo”, informou o treinador.

Ainda sobre o time, Giva teve apenas três dias para treinar e montar a equipe. Pouco tempo para fazer muitas mudanças. Segundo o treinador, a partida diante do Ceará, na Arena Castelão, credenciou alguns atletas à titularidade.

“Eu vi alguns lances do último jogo. Mas eu estou me baseando no jogo contra o Ceará, onde eu estava lá. Foi um segundo tempo muito bom. Em cima disso, a gente trabalhou com Adriano algumas situações. Vamos ter alguns jogadores que não podem atuar. Mas armamos com o que temos de melhor no momento”.

EQUILÍBRIO

“Eu aproveitei o coletivo para falar algumas situações que achei que estavam erradas. Tanto ofensiva, quanto defensivamente. Eles tem uma profissão, muitos queriam ser jogadores. Eles não estudaram pra isso, é um dom. Eles vão errar, mas precisamos trabalhar pra acertar mais. Precisamos achar um equilíbrio”.

HALEF PITBULL

“Eu não gosto de falar individualmente de jogador. Nós temos um grupo. Não tem no contrato de nenhum jogador no mundo que ele tem que ser titular. Ele precisa buscar isso. Ele quer o espaço dele, quer mudar, voltar a ser o que era antes. E é isso que eu espero dele”.

BRASIL/RS

“Joguei recentemente contra eles e fizemos um gol no final. É uma equipe que marca forte. Esse é o primeiro pensamento deles. Difícil entrar na defesa. Todos os jogos vão ser difíceis, mas o mais complicado sempre será o próximo, e o próximo é o Brasil de Pelotas”.

REFORÇOS

“Fizemos um coletivo ontem e tinham 21 jogadores. Se alguém se machucasse, acaba o coletivo. Isso mostra que o grupo está reduzido. Vamos precisar de dois ou três jogadores”.

Foto: CoralNET

Compartilhe:

Sem mistério, Givanildo divulga time e quer encontrar equilíbrio para vencer

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.