Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

93,6363636363636

Classifique:

O Clube

Santa Cruz faz promoção de ingresso e campanha convocando torcida: “Sai do sofá, vem pro Arruda!”

Publicado: quarta-feira, 22 de março de 2017, às 10:28
Por: Daniel Lima

Às vésperas da decisão contra o Campinense-PB pela Copa do Nordeste, o Santa Cruz divulgou uma promoção de ingressos para a arquibancada superior, custando apenas R$ 10, e também lançou uma campanha nas redes sociais para convocar a torcida coral. A iniciativa foi totalmente focada no torcedor atual e o apelo é direto: “Sai do sofá, vem pro Arruda!”. O duelo está marcado para esta quarta-feira (22), às 21h45, no estádio José do Rego Maciel. 

O retrato do Arruda quase vazio tem se repetido nesta temporada. De acordo com os borderôs oficiais, 33.099 torcedores estiveram presentes nos seis jogos do Santa como mandante este ano, sendo quatro pelo estadual e dois pela Copa do Nordeste. A média de público é muito aquém do esperado: 5.516 torcedores por partida. 

Na arte que chama a torcida, publicada nas redes sociais, o clube colocou uma foto do gol de Caça-Rato, no dia 3 de novembro de 2013, que deu o acesso à Série B na vitória sobre o Betim-MG por 2 a 1. Na ocasião, 60.040 torcedores giraram a catraca e proporcionaram a maior bilheteria do futebol pernambucano, com uma renda de R$ 1.392.610. Na imagem, uma frase de apelo: “Imagine ter assistido ao gol de Caça-Rato pela TV. Que vacilo”. Outras ilustrações também foram utilizadas para convocar o torcedor: “Motivos para ir ao Arruda: cantar o ‘papapa’ e apoiar nos 90 minutos” e “Imagina perder tudo isso sentado no sofá?”.

Foto: CoralNET 

Compartilhe:

Santa Cruz faz promoção de ingresso e campanha convocando torcida: “Sai do sofá, vem pro Arruda!”

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.