Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

72,1

Classifique:

Futebol Profissional

Com dez contratados para 2017, Santa Cruz tem quase um time inteiro de reforços

Publicado: segunda-feira, 9 de janeiro de 2017, às 07:50
Por: Daniel Lima

O ano de 2017 é de recomeço para o Santa Cruz. Um novo técnico foi contratado com a missão de montar um elenco competitivo. E o desafio maior era trazer reforços interessantes dentro do patamar atual do clube, que ainda enfrenta uma crise financeira e  deve salários desde o ano passado aos jogadores e funcionários.  Ciente das dificuldades, Vinícius Eutrópio abraçou o projeto e prometeu fazer um time forte, com atletas modernos e da base, num curto espaço tempo. 

Há 20 dias no Arruda, Eutrópio ganhou dez reforços, praticamente uma equipe titular só de novas caras. Dos contratados oficializados pela diretoria coral, um é goleiro (Júlio César), um lateral direito (Gabriel Vallés), dois zagueiros (Bruno Silva e Jaime), três meias (Thiago Primão, David e Thomás), um meia-atacante (Léo Costa) e dois atacantes (William Barbio e Éverton Santos). 

Tirando o goleiro Júlio César, ex-Náutico, todos os outros novos reforços passaram pelo critério do técnico Vinícius Eutrópio, que assumiu a responsabilidade da montagem do grupo para a temporada, e a direção do Santa Cruz está dando abertura e liberdade ao treinador. 

Eutrópio já completou uma semana de treinos. As primeiras impressões são de um treinador tranquilo nas orientações aos atletas, mas ao mesmo tempo com uma filosofia moderna. Desde o primeiro dia de atividades, ele colocou todo o seu elenco para treinar com bola e disse que essa é a prioridade daqui pra frente. Com isso, os jogadores estão intensificando a parte física juntamente com o principal material de trabalho. 

Foto: CoralNET

Compartilhe:

Com dez contratados para 2017, Santa Cruz tem quase um time inteiro de reforços

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.