Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

88,2857142857143

Classifique:

Futebol Profissional

Ex-atacante Django, que fez história no Tri-Super em 1983, acompanha Sub-20 do Santa na Copinha

Publicado: sexta-feira, 6 de janeiro de 2017, às 13:46
Por: Daniel Lima

A delegação Sub-20 do Santa Cruz que está disputando a Copa São Paulo de Futebol Júnior 2017, em Itu, tem recebido apoio diariamente. Uma dessas ajudas é de um ex-jogador que marcou história no Tri-Super Campeonato do clube em 1983: Django. Natural de Jales-SP, Luiz Paulo Lemes era atacante do time formado por vários ídolos: os goleiros Luís Neto e Birigui, o volante Zé do Carmo e o meia Henágio. 

Com 58 anos, Django está acompanhando o dia a dia da garotada coral em Itu. Ele teve uma curta passagem no Santa, mas deixou sua marca registrada no tricolor do Arruda. Caiu nas graças da torcida logo depois de começar a balançar as redes. Ainda por cima, ganhou mais respeito por se destacar em clássicos pernambucanos, principalmente contra o maior rival, o Sport Recife. 

TRAJETÓRIA

Nascido em 12 de agosto de 1958, Django começou sua carreira no Ferroviário Atlético Ituano, que hoje é o Ituano-SP, quando tinha 20 anos. Em 1980, acertou com o Primavera de Indaiatuba, passou duas temporadas por lá até ir para o Santa Cruz em 1983. Um ano depois de conquistar o título pernambucano e marcar 16 gols em seis meses no tricolor, retornou ao Ituano-SP para fazer história. Foi o maior artilheiro do clube paulista, com 147 gols. 

Depois do grande sucesso em Itu, o atacante defendeu clubes como São Bernardo-SP, Paysandu de Brusque-SC e XV de Uberlândia. Também jogou no futebol alemão, no FC Remscheid (1987 a 1989), clube modesto que à época disputava a terceira divisão da Alemanha.

Antes de encerrar a sua carreira, em 1991, voltou ao Brasil e rodou por outros clubes: Capivariano, Lençoense, Estrela de Porto Feliz e Guarani Saltense. Em toda a sua carreira profissional, Django marcou 349 gols. 

EPISÓDIO 

Django sempre foi falastrão e provocador. Foi com esse seu jeito, na base da catimba, que conseguiu expulsar o goleiro País, do Sport Recife, e ainda arrumou um pênalti no Clássico das Multidões. Toda a confusão começou quando o atacante coral irritou o camisa 1 rubro-negro numa reposição de bola. Isso fez com que o arqueiro o atingisse com um soco, que foi visto pelo bandeirinha. Avisado, o árbitro o expulsou e ainda marcou a penalidade. 

Durante a confusão, País viu Django sair de fininho como se nada tivesse ocorrido. Indignado e raivoso, o goleiro do Sport foi pra cima do atacante tricolor e a perseguição só acabou quando os policiais entraram em campo para conter a briga. 

Foto: CorelNET @arquivocorall 

Compartilhe:

Ex-atacante Django, que fez história no Tri-Super em 1983, acompanha Sub-20 do Santa na Copinha

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.