Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

38,625

Classifique:

Futebol Profissional

Grande debandada no elenco faz Santa Cruz começar próximo ano do zero e relembra 2011

Publicado: sábado,24 de dezembro de 2016, às 16:58
Por: Daniel Lima

Eliminado do Campeonato Brasileiro da Série D no mês de setembro de 2010, o Santa Cruz foi obrigado a começar do zero em 2011 e largou em desvantagem em relação aos seus rivais Sport Recife e Náutico. Na ocasião, o clube só tinha dez jogadores, sendo a grande maioria garotos das divisões de base, e precisou contratar 18 reforços até o início da pré-temporada. Para 2017, a situação é muito semelhante no Arruda.

Se as competições do próximo ano começassem hoje, dia 23 de dezembro de 2016, o Santa do técnico Vinícius Eutrópio só teria no grupo 16 jogadores - goleiros Júlio César, Miller e Lucas Fonseca; laterais Tiago Costa, Nininho e Mário Sérgio; zagueiros Bruno Silva, Walter Guimarães e Eduardo; volantes Gabriel Leite, Lucas Gomes, Wellington Cézar e Marcílio; meias Williams Luz e André; atacantes Léo Cotia.

A debandada do elenco foi muito grande após o término do Campeonato Brasileiro da Série A. Ao todo, 18 atletas já deixaram do clube - goleiros Tiago Cardoso e Edson Kolln; lateral Allan Vieira; zagueiros Wellington Silva e Luan Peres; volantes Uillian Correia, Jadson, Derley e Danilo Pires; meias João Paulo, Wágner, Mazinho, Matías Pisano e Renatinho; atacantes Grafite, Keno, Wallyson e Marion.

2011

Como só dez atletas tinham contrato para 2011, a diretoria coral trouxe 18 reforços e começou a pré-temporada, em Chã Grande, Agreste pernambucano, com 28 jogadores no elenco. Além disso, contrataram o técnico Zé Teodoro, que conseguiu fazer um trabalho de recuperação com muito sucesso. Foram 741 dias no Arruda (quase dois anos à frente do clube), dois títulos estaduais e um acesso em seis competições disputadas.

A superação foi o grande trunfo do Santa Cruz há cinco anos. Com uma dívida gigante, à época cerca de R$ 65 milhões, a opção por recorrer às categorias de base foi a receita utilizada em outro momento de crise na história recente do clube. Naquele ano, quando o tricolor disputava a Série D pela segunda vez consecutiva, os jovens talentos brilharam. Foram fundamentais na conquista do Campeonato Pernambucano, com uma equipe composta por garotos, como Everton Sena, Memo, Natan, Gilberto e Renatinho. 2011 ainda terminou em grande estilo com o acesso à Série C do Campeonato Brasileiro.

Foto: CoralNET

Compartilhe:

Grande debandada no elenco faz Santa Cruz começar próximo ano do zero e relembra 2011

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.