Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

6,4375

Classifique:

O Clube

Administração do presidente Alírio Moraes fracassa no segundo semestre e Santa vive inferno astral

Publicado: segunda-feira, 12 de dezembro de 2016, às 16:32
Por: Daniel Lima

O segundo ano de gestão do presidente Alírio Moraes foi manchado pelo rebaixamento do Santa Cruz à Série B. Depois de um primeiro semestre da temporada 2016 repleto de alegria, com a conquista do bicampeonato pernambucano e o título inédito da Copa do Nordeste, as coisas desandaram no Arruda logo na Primeira Divisão do Brasileiro, competição mais importante para o clube. O fim de ano acabou triste e melancólico para a torcida coral. 

Tudo parecia favorável para o Santa no início do Campeonato Brasileiro da Série A, mas internamente a crise financeira escancarou a administração do clube ao longo do ano de 2016. No início do mês de setembro, exatamente no dia da festa do lançamento dos novos uniformes, o presidente Alírio Moraes revelou os atrasos salariais e em seu discurso forte colocou em evidência a falta de dinheiro: "Dou o que tenho e o que não tenho por este clube". 

Historicamente, o Santa Cruz sempre passou por dificuldades financeiras, mas nos últimos anos conseguiu suportar os momentos de apertos. Porém, os erros dos que gerem o clube em 2016 foram irreparáveis e culminaram com o novo rebaixamento da  Série A para a Segunda Divisão dez anos depois.

Seja devido a más administrações de presidentes anteriores como também por falhas de planejamento atuais, várias cotas que o Santa contava para este ano foram bloqueadas por conta de processos antigos na Justiça do Trabalho. Se não bastassem os débitos trabalhistas, ainda existem dívidas federais, municipais e na Justiça comum. Sendo assim, algumas receitas de fornecedores foram retidas e atrapalharam a vida da diretoria tricolor. 

A saúde financeira do Santa Cruz é preocupante. Hoje, o elenco profissional está com três meses de salários atrasados, enquanto os funcionários não recebem há seis meses. Quem mais sofre são os trabalhadores. Inclusive, muitos deles procuraram a imprensa para relatar problemas na falta de pagamento. Dos males, o menor é que Grafite e Danny Morais, considerados líderes do elenco deste ano, ajudaram as pessoas mais necessitadas com doações de cestas básicas e em alguns casos desembolsaram dinheiro. 

Compartilhe:

Administração do presidente Alírio Moraes fracassa no segundo semestre e Santa vive inferno astral

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.