Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

96,5625

Classifique:

Futebol Profissional

Equatoriano Bolaños tira visto de trabalho e Santa se prepara para dar entrada na regularização

Publicado: terça-feira,17 de maio de 2016, às 10:01
Por: Redação CoralNET

Dos quatro reforços contratados para a disputa do Brasileiro da Série A, dois deles ainda não foram regularizados. O volante Alex Bolaños e o atacante Everaldo esperam o nome sair do BID (Boletim Informativo Diário) da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para estrear com a camisa do Santa Cruz. Na semana passada, o clube conseguiu regularizar o lateral esquerdo Roberto e o meia Fernando Gabriel, que acabou fazendo um dos gols da goleada coral por 4 a 1 sobre o Vitória/BA, no Arruda, na estreia da Primeira Divisão. 

Na reapresentação do elenco na manhã da última segunda-feira, o estrangeiro Bolaños, que está treinando no Santa Cruz há quase duas semanas, não apareceu no Arruda. O jogador viajou ao Rio de Janeiro para tirar o visto de trabalho e, desta forma, pode ser regularizado num futuro próximo. De acordo com o diretor Jomar Rocha, não existe um prazo exato para o nome do atleta aparecer no BID, mas agora só depende do clube.  

“Bolaños foi no Consulado do Equador e conseguiu o visto temporário. Agora, vamos iniciar os trâmites da regularização junto à CBF. O atleta ainda vai tirar a carteira de trabalho e depois vamos dar entrada", disse. 

Já a regularização do recém-contratado Everaldo é menos complicada. Inclusive, o vice-presidente do Santa Cruz, Constantino Júnior, acredita que o novo reforço fique à disposição nesta terça-feira (17). “O jogador estava livre, pois o seu contrato acabou com o Água Santa-SP. Amanhã deve ser publicado no BID”, encerrou o dirigente. 

Compartilhe:

Equatoriano Bolaños tira visto de trabalho e Santa se prepara para dar entrada na regularização

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.