Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

72,1

Classifique:

Futebol Profissional

Santa Cruz desencanta, bate o América no Arruda e vence a primeira no Pernambucano

Publicado: quinta-feira,11 de fevereiro de 2016, às 22:32
Por: Daniel Lima

A primeira vitória do Santa Cruz no Campeonato Pernambucano foi no sufoco e com emoção até o apito final na noite desta quinta-feira (11). Depois de começar o estadual com uma derrota e um empate, o Mais Querido respirou após derrotar o Mequinha pelo placar de 4 a 2, no estádio do Arruda, em jogo válido pela 3ª rodada do Hexagonal do Título.

O Santa começou a partida afobado e rifando muito a bola. A impressão que dava é que os jogadores estavam ansiosos para fazer o primeiro gol. Depois de tanto insistir e pressionar o Mequinha, que não oferecia perigo e tentava explorar o contra-ataque, o tricolor abriu o placar. Em vantagem, o time coral ficou mais à vontade dentro de campo e ampliou a vantagem. Logo depois, o adversário descontou e o primeiro tempo acabou 2 a 1 para os corais.

Logo no início da etapa complementar os tricolores marcaram o terceiro gol e continuaram pressionando o América. O que parecia fácil, complicou quando os visitantes diminuíram a vantagem no placar mais uma vez. Para deixar a situação ainda mais dramática, o meia Daniel Costa perdeu um pênalti faltando dez minutos para o final do jogo, mas a torcida coral respirou aliviada após o gol de Allan Vieira nos acréscimos, sacramentando a vitória coral por 4 a 2.

O Santa Cruz volta a campo no próximo domingo (11), às 16h, contra o Bahia, na estreia da Copa do Nordeste. O Clássico Nordestino está marcado para o Arruda.

O TIME -  O técnico Marcelo Martelotte fez alterações "drásticas" e mudou metade do time de "linha". Decidiu poupar quatro jogadores - Vítor, Alemão, Raniel e Grafite -, além de colocar o meia Daniel Costa no banco de reservas. Entraram no time titular: Lucas Ramón, Neris, Dedé, Wallyson e Arthur. Assim, a escalação foi formada com Tiago Cardoso; Lucas Ramón, Neris, Danny Morais e Allan Vieira; Wellington Cézar, Dedé, João Paulo, Lelê e Wallyson; Arthur

GOLS -  Aos 19 minutos do primeiro tempo, o meia-atacante Lelê puxou o contra-ataque e lançou em profundidade para Wallyson. O atacante ganhou do lateral Da Silva na velocidade, invadiu a área e finalizou para o fundo das redes do goleiro Delone. Aos 38, o lateral esquerdo Allan Vieira cruzou rasteiro e o atacante Bruno Moraes,  no seu primeiro toque na bola, só teve o trabalho de escorar para o gol.

Logo depois do segundo gol do Santa, o América diminuiu o placar. Após cruzamento excelente de Ricardinho, o meia Thiago Laranjeira, livre de marcação, cabeceou com perfeição e balançou as redes sem dar chances para o goleiro Tiago Cardoso. Logo aos 8 minutos da etapa complementar, João Paulo tabelou com Wallyson, entrou na área e tocou na saída do goleiro Delone para marcar o terceiro gol coral.

Quando o cronômetro marcava 23 minutos, Carlinhos Bala aproveitou o erro do seu próprio companheiro Cesinha, dentro da área, e na sobra mandou uma bomba para estufar as redes, deixando Tiago Cardoso sem poder de reação. Nos acréscimos, o lateral esquerdo Allan Vieira bateu cruzado, a bola desviou no meio do caminho e enganou o goleiro Delone, que não evitou o quarto gol.

MODIFICAÇÕES - Ainda no primeiro tempo, o atacante Arthur sentiu dores no joelho deixou o campo de jogo para a entrada do centroavante Bruno Moraes. No decorrer da etapa final, o meia Daniel Costa foi acionado no posto do meia-atacante Lelê. Por fim, Martelotte promoveu a última alteração, colocando o atacante Keno na vaga de Wallyson.

CLASSIFICAÇÃO - Com a vitória, o Santa Cruz pulou da 5ª para a 2ª colocação, chegando aos quatro pontos em três jogos disputados no Hexagonal do Título do estadual.

Foto: CoralNET

Compartilhe:

Santa Cruz desencanta, bate o América no Arruda e vence a primeira no Pernambucano

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.