Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

90,125

Classifique:

Futebol Profissional

Árbitro Fifa apita Clássico das Emoções no Arruda e diretoria coral aprova escolha

Publicado: domingo,11 de outubro de 2015, às 16:06
Por: Daniel Lima

A Confederação Brasileira de Futebol divulgou a escala de árbitros para a 31ª rodada da Série B. O árbitro do Clássico das Emoções, no dia 17 de outubro, será "padrão Fifa". O gaúcho Leandro Pedro Vuaden, que pertence ao quadro da Fifa desde 2008, terá a responsabilidade de conduzir a partida entre Santa Cruz e Náutico, no estádio do Arruda. Seus auxiliares são Marcelo Bertanha Barison e Carlos Henrique Selbach, ambos do Rio Grande do Sul.

Experiente, Leandro Pedro Vuaden já apitou quatro clássicos estaduais só este ano - São Paulo/SP 1 x 1 Corinthians/SP, Cruzeiro/MG 1 x 1 Atlético/MG, Flamengo/RJ 1 x 2 Vasco da Gama/RJ e Bahia/BA 1 x 3 Vitória/BA, esse último recentemente pela Série B (29ª rodada).

O vice-presidente Constantino Júnior ficou satisfeito com o trio de arbitragem, mas aproveitou o momento para criticar alguns árbitros,  muitos deles "caseiros", que na sua visão têm prejudicado o Santa Cruz em alguns jogos da Série B.

"É um árbitro que tem apitado constantemente na Série A. Já errou como vários erram, mas é um profissional experiente. Ele só precisa estar focado e ligado no jogo. Tem tudo para fazer uma boa arbitragem. É deixar que o jogo se decida dentro de campo, esse é nosso pleito. Infelizmente, estamos tendo árbitros Fifa dentro de casa, mas fora são caseiros. Alguns profissionais têm amarelado o time do Santa no primeiro tempo e acabam minando as nossas forças. O clássico merece um árbitro Fifa. Queremos boas arbitragens na reta final, mas não pensamos em vantagem", encerrou.

Foto: CoralNET

Compartilhe:

Árbitro Fifa apita Clássico das Emoções no Arruda e diretoria coral aprova escolha

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.