Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

91,5555555555555

Classifique:

Futebol Profissional

Salários atrasados não vão atrapalhar o Santa na busca pelo acesso, garantem jogadores

Publicado: domingo,11 de outubro de 2015, às 10:20
Por: Daniel Lima

Ninguém trabalha sem receber. Mas a falta de salários no Santa Cruz, tanto para o elenco como também para os funcionários, não irá interferir no desempenho dentro de campo, pelo menos foi a garantia dada pelos jogadores. A oito rodadas do término da Série B, o foco é se manter no G4 e no final das contas conquistar o tão esperado acesso à elite do futebol brasileiro. Esse foi o discurso dos comandados do técnico Marcelo Martelotte.

Apesar de sentirem o atraso salarial, os jogadores do Santa depositaram confiança na diretoria, que tem agido de forma transparente e séria para tentar honrar os compromissos. "Não gosto muito de entrar nesse tipo de assunto. Cabe à diretoria resolver isso. Tudo estão conscientes do atraso, mas precisamos esquecer isso. Faltam poucos jogos e conseguimos chegar, não vamos amolecer. Precisa dessa cobrança interna, pois no ano passado foi uma situação parecida. Às vezes atrapalha dentro de campo, até porque somos cidadãos e temos direitos. Mas as coisas vão andar, o próprio Constantino Júnior disse", minimizou o zagueiro Alemão.

O meia Lelê também adotou um discurso bem parecido ao de Alemão. Para ele, os débitos precisam ser esquecidos na reta final, acreditando na palavra da diretoria. "Temos que esquecer esse lado de salários atrasados. Estão atrasados, mas isso não tem influenciado em nada. A diretoria tem conversado com a gente para resolver o mais rápido possível. Nós (jogadores) estamos fechados e focados no nosso objetivo. Acredito que a gente tem que deixar tudo isso do lado de fora", pontuou.

Compartilhe:

Salários atrasados não vão atrapalhar o Santa na busca pelo acesso, garantem jogadores

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.