Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Matéria Especial

Líder dentro e fora do campo, Memo assume braçadeira de capitão do Mais Querido

Publicado: terça-feira, 14 de agosto de 2012
Por: CoralNET

Desde o fim do Campeonato Pernambucano 2012, quando foi constatado que o goleiro Tiago Cardoso precisaria se afastar por alguns meses dos gramados por causa de lesões, o treinador Zé Teodoro foi obrigado a procurar um novo capitão para a sua equipe. A escolha inicial do comandante foi pelo volante Memo, que se tornou um verdadeiro curinga para Zé nesses quase dois anos de Santa Cruz.


 
Ciente da responsabilidade e da importância de ser o capitão do time que é bi-campeão pernambucano, o volante encarou a situação com alegria e tranquilidade.
 
"Nas categorias de base eu já havia desempenhado essa função, tanto no América, onde comecei, como no Santa, mas pela primeira vez assumi esse papel como profissional. Zé Teodoro me chamou, perguntou se eu estava pronto e eu disse que sim. Fiquei muito feliz por essa oportunidade e sei que é um reconhecimento pelo trabalho que venho desempenhando dentro de campo", disse.
 
Um dos fatores que motivou Zé Teodoro a fazer essa escolha foi a liderança natural que o jogador tem com o elenco. Quem vive o dia-dia do Santa Cruz sabe que, mesmo sem a braçadeira, Memo já exercia esse papel junto aos demais atletas até mesmo antes da chegada de Teodoro ao Arruda.
 


"Meus pais me educaram para sempre receber bem as pessoas e levei isso pra minha vida. Como morei muito tempo dentro do Arruda, sempre fiz questão de recepcionar os atletas que chegavam ao clube e integrar eles aos demais. Faço questão de ter esse bom relacionamento com todos, principalmente com os que vem das divisões de base, como Renatinho, Maranhão e Natan, pois passei por isso e sei o quanto é importante ter o apoio do elenco. Procuro passar para eles a minha experiência e determinação", falou.
 
E quem pensa que Memo só faz questão de exercer essa liderança nos bons momentos se engana. Mesmo quando o Mais Querido vinha passando por uma sequência de derrotas e rebaixamentos, sempre foi o volante o primeiro a dirigir a palavra ao grupo e puxar a oração.
 
O maior exemplo desse papel de líder que o volante exerce aconteceu na final do Campeonato Pernambucano deste ano, quando os atletas se reuniram no centro do gramado e pediram para Memo falar pelo grupo.
 


"Sei que tenho o respeito e o carinho de todos, mas naquele momento fiquei muito emocionado, porque tínhamos vários jogadores experientes no grupo, como Tiago Cardoso, Vágner e Dênis Marques, o qual sou fã, e eu fui o escolhido. Isso mostrou o quanto eu conquistou o respeito deles", falou.
 
Por fim, Memo disse que ainda não teve a oportunidade de levantar uma taça de campeão como capitão do time, mas espera que isso aconteça ainda em 2012.
 
"Ainda não tive a chance de levantar uma taça, mas acredito que no Brasileiro desse ano pode acontecer. Sempre me visualizo com a braçadeira e levantando o troféu, mas é claro que ainda temos um longo caminho até chegar lá. Primeiro temos que nos classificar, para depois pensar no acesso e, por fim, no título. De qualquer forma estou confiante e espero que a torcida também!"


Compartilhe:

Líder dentro e fora do campo, Memo assume braçadeira de capitão do Mais Querido

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.