Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Matéria Especial

Édson Nogueira responde novas dúvidas dos internautas

Publicado: quarta-feira,21 de março de 2007
Por: Jota Santana

Entre os dias 23 e 27 de fevereiro de 2007, o site CoralNET recebeu perguntas de internautas do mundo todo direcionadas ao presidente Édson Nogueira.

Após os quatro dias de participação, 411 questões foram enviadas. Destas, foram retirados os abusos e as perguntas já respondidas em outras entrevistas. Terminada a filtragem inicial, foram escolhidos os questionamentos mais repetidos pelos torcedores, restando 14.

O presidente Édson Nogueira respondeu a estas perguntas assim:

OBS: foi escolhido apenas um nome para representar a mesma dúvida de vários internautas.


FUTEBOL PROFISSIONAL

Sandro Jorge da Silva Bezerra: Será que os repetidos erros nas contratações não se devem a falta de um olheiro como o Zé Custódio?

Edinho: José Custódio é funcionário do Santa Cruz.

José Rivaldo Soares de Lima: Presidente será que a campanha fraca do nosso time não será por que parou de ser pago bicho contra os times intermediários?

Edinho: Nós pagamos o maior bicho do futebol brasileiro. Para você ter uma idéia, se formos campeões estaduais, os jogadores receberam R$ 570 mil. Isto é cerca de R$ 81 mil por cada jogo que falta (5 do segundo turno mais dois da final), dá mais de dois mil e quinhentos reais para cada jogador. Isso não é bicho? Não posso ajudar a afundar mais o Santa. Pago gratificação por meta atingida.

PLANEJAMENTO

Mário Veloso: Você pensa em usar o restante do Pernambucano como laboratório ou ainda acredita no título?

Edinho: Eu acredito que o Santa ainda pode chegar. Futebol não é ciência exata. Já vi coisas inacreditáveis no futebol. Já vi times imbatíveis perder para equipes mais fracas. No Santa perdemos o hexa em 1974 quando precisávamos ganhar uma partida de três que disputaríamos. Já vi o Grêmio com sete jogadores vencer um time com dez. Mas de uma forma ou de outra, o restante do Estadual será um laboratório sim. Charles e a diretoria já estão vendo quem presta e estão tendo todas as condições. É agora ou nunca.

PATRIMÔNIO

Carlos Hermano Pessoa: Onde está o placar do Arruda?

Edinho: Eu já disse várias vezes que meu nome é Édson Domingues Nogueira. O Messias foi aquele que nasceu em Jerusalém. Não posso fazer milagres. Eu tenho muitas coisas em mente, inclusive o placar eletrônico, mas deixem-me completar meus 24 meses de mandato para cobrar.

Flamarion Zupardo de Paula: Há alguma previsão de reforma dos sanitários do Arruda?

Edinho: João Braga está comandando a Comissão Patrimonial e no momento eles estão tocando três obras: a reforma da cozinha, do departamento médico e do alojamento dos juniores. A verdade é que temos que refazer o estádio todo, mas sem dinheiro é complicado. Temos que atender várias necessidades imediatas, inclusive a de colocar cadeiras em todo o Arruda.

CENTRO DE TREINAMENTO

João Acrísio: Gostaria de saber o que está sendo ou vai ser feito em relação a um Centro de Treinamento moderno e funcional.

Edinho: Nós tínhamos alugado um muito bom, mas para manter o contrato teríamos que garantir o pagamento mensal de R$ 15 mil por 5 anos. Decidimos que seria melhor investir esses R$ 900 mil (total) no nosso próprio CT. Criamos uma comissão para ajudar na reforma do local e tenho certeza que já melhorou bastante. Aliás, nosso departamento de base já cuidou da comida dos atletas, do alojamento, do tratamento médico e muito mais. Em oitenta dias nem o governador Eduardo Campos, com verba federal, teria feito tanto.

ESPORTE AMADOR

Anderson Leonardo Santana da Silva: Porque o Santa tem o melhor time de futsal do Estado em todas as categorias e não tem um bom time adulto?

Edinho: Por que não podemos pagar para manter esses atletas revelados no Arruda. Sempre fomos formadores de craques, mas infelizmente não conseguimos investir mais neste esporte. Hoje quem escolhe seus jogadores é a Universo, que é a única equipe profissional do Estado e pode pagar bons salários. Em Pernambuco já tivemos o ciclo do Náutico (9 títulos), da Votorantim (9 títulos), e agora é a vez da Universo. Espero que um dia seja o Santa.

SÓCIOS

Flamarion Zupardo de Paula: Os sócios do Santa Cruz perguntam: "Por que ainda existe cambista vendendo ingresso para as sociais do Arruda?"

Edinho: Eu quero saber no mundo onde não existe cambista. Até na Copa do Mundo tem. O Fred Arruda está fazendo um trabalho para diminuir a quantidade desses cambistas, e ele está conseguindo.

Allan Robert Cavalcanti de Melo: Sempre nos jogos existem filas gigantes e demoradas para o sócio comprar ingressos. Começa o jogo e ainda tem muita gente nessas filas. Será criado um local para os sócios em dia comprarem os ingressos?

Edinho: Fizemos uma área específica para isso. Investimos 42 mil reais no local, mas infelizmente a Federação nos proibiu de vender ingressos lá por causa da confusão na partida entre Náutico e Sport.

AJUDA

Aristóteles de Oliveira Cysneiros: O Conselho e os demais tricolores de maior poder aquisitivo vêm ajudando você?

Edinho: Todos têm ajudado diante de suas condições. Mas nós temos que trabalhar com o sentimento mais perigoso do mundo, que  é a paixão. Infelizmente o time não está ajudando em campo.

José Walmir Tenório de Brito: Por que não fazer uma reunião pedindo o apoio dos tricolores daqui de Pesqueira? Apesar da pífia campanha e das péssimas contratações você goza de grande prestígio aqui.

Edinho: Já criamos um núcleo de torcedores em Gravatá, estamos fazendo um em Itapissuma também, mas isso tem que partir das duas partes. Em Pesqueira eu fui procurado, mas ainda não fechamos. Estamos precisando que mais torcedores nos ajudem. Não posso sair percorrendo todos os municípios procurando quem quer ajudar.

Vicente Mendes Neto: Cadê a confraria Ninho das Cobras e o grupo que lhe ajudaria? Já correram?

Edinho: Eu não vejo confraria Ninho das Cobras, vejo tricolores. Todos que me apoiaram estão aqui ajudando. A equipe não está rendendo em campo, por isso ainda não pudemos triplicar o número de sócios, mas ninguém correu ou vai correr. O Santa Cruz não tem Ninho de ninguém, é simplesmente Santa Cruz Futebol Clube.

Murilo de Ataíde Gondim Júnior: Você pensa em interiorizar a campanha de sócios para o sertão?

Edinho: Isso está a cargo de Fred Arruda. Para as pessoas isso às vezes parece tão fácil. Pois eu digo que quem tiver uma idéia venha até o clube que no mesmo momento eu nomeio diretor da sua idéia. Eu só não posso fazer tudo sozinho e sair percorrendo 184 municípios. Se proponham a ajudar que nós apoiamos.

PESSOAL

Daura Maria Luna de Souza: Como você se sente como torcedor diante da atual situação do time com tanto fracasso acumulado?

Edinho: Como torcedor me sinto mal. A situação é negativa. Como dirigente já sou mais frio e digo a velha máxima: "Tenho certeza que vamos dar a volta por cima".

Compartilhe:

Édson Nogueira responde novas dúvidas dos internautas

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.