Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Matéria Especial

Raio-X sobre os adversários corais no quadrangular semifinal

Publicado: quinta-feira,15 de setembro de 2005
Por: CoralNET

"Conhece-te a ti mesmo e conhece a teu inimigo" Essas palavras foram ditas 2500 anos atrás, por Sun Tzu, estrategista militar, e estão registradas no livro A Arte da Guerra.

Para Sun Tzu não bastava se conhecer, ter conhecimento sobre os adversários era fundamental nas batalhas. Com esse conhecimento era possível neutralizar seus pontos fortes e se aproveitar de seus pontos fracos. E por falar em batalhas o Santa está se preparando para as mais decisivas que enfrentará no ano de 2005. São os quadrangulares da Série B, a vitória nessas batalhas significará nada mais, nada menos que a volta à
elite do futebol nacional.

E como você, tricolor, terá papel fundamental nessa reta final, não custa nada também ficar sabendo quem são nossos adversários e onde eles poderão dificultar a vida do Santa.

Pensando nisso a CoralNET apresenta à torcida tricolor os adversários do Santa Cruz:

1º) AVAÍ - 1ª E 6ª RODADAS

Datas: 16 de setembro (Ressacada) e 15 de outubro (Arruda)

Nome: Avaí Futebol Clube
Fundação: 1º de setembro de 1923
Cidade: Florianópolis/SC
Uniforme: Camisa com listras azuis e brancas, calção azul e meias azuis
Estádio: Ressacada (19 mil)
Títulos: 1 Brasileiro da Série C (1998), 13 campeonatos catarinenses
Melhor colocação em Brasileiros: 36º (1976)
Colocação no último Camp. Catarinense:
Mascote: Leão
Fornecedor de Material Esportivo: Kappa
Patrocinador: Claro

O TIME

Time-base: Gilmar, Carlinhos, Rogério Prateat, Nailton, Rafael Gaúcho; Marquinhos, Marcos Basílio, Adriano e Michel; Samuel e Fábio Oliveira
Técnico: Márcio Araújo

Oitavo colocado na primeira fase, o Avaí não pretende ser coadjuvante no quadrangular. O time mudou várias peças ao longo da competição, até chegar na escalação atual. O principal trunfo da equipe é a força física de seus zagueiros, volantes e atacantes. O elenco é formado basicamente por atletas experientes e que se destacaram em clubes da região sul do país, mas há também jovens como o lateral Carlinhos e o meia Michel. O técnico Márcio Araújo, segundo treinador do Avaí na Série B (o primeiro foi José Galli Neto), arma o time no tradicional esquema 4-4-2.

No gol a posição é do experiente Gilmar que assumiu a titularidade na quarta rodada substituindo Adinam (ex-Sport). A lateral-direita é ocupada por Carlinhos, jovem de 22 anos formado no Vitória/BA. O substituto de Carlinhos é o volante Jean, chegou a ser o titular da posição em algumas partidas.

A lateral-esquerda foi ao longo da competição a posição que mais deu dor de cabeça à torcida avaiana, mudando várias vezes de dono. O atual camisa 6 é Rafael Gaúcho, que ganhou a titularidade na metade da competição, com a chegada de Márcio Araújo. Seu principal suplente é Machado.

A dupla de zaga é formada por Rogério Prateat e Naílton, defensores de muita experiência e vigor físico. Assim como a lateral-esquerda, a zaga também sofreu mudanças ao longo da Série B. Prateat cedeu lugar ao zagueiros Fernando e Pedro Paulo em alguns jogos. Quando Santa e Avaí se enfrentaram, por exemplo, a zaga foi formada por esses últimos.

No meio campo os responsáveis pela marcação são os volantes Marcos Basílio (ex-Santos), Marquinhos e Adriano. Márcio Araújo tem a sua disposição ainda o volante camaronês Stivi (expulso contra o Santa) e o também volante Paulo Foiani. Porém a exemplo de outros setores, o meio-campo avaiano foi adquirindo a atual formação ao logo da competição, perdendo atletas importantes como Léo Mineiro e ganhando com a chegada de Adriano e do meia Michel, principal responsável pela armação das jogadas. Há também os meias Beto e Fabinho, que chegaram a atuar como titulares em algumas rodadas.

No ataque o Avaí conta com uma dupla que atuou em grande parte da Série B e é responsável por mais da metade dos gols do time, Samuel que já marcou sete vezes e o artilheiro Fábio Oliveira, que já fez onze gols. Há ainda o atacante Genilson, que passou pelo Santa em 2000 e foi o artilheiro da Série B em 2001. Genilson fez dois gols no atual campeonato.

A CAMPANHA

O Avaí fez uma campanha muito irregular na primeira fase. A equipe nunca se distanciou da zona de classificação, porém nunca chegou a figurar entre os líderes. A causa para isso se deve ao fato de o Avaí ter sempre alternado vitórias e derrotas.

A equipe catarinense dentre os oito classificados é (ao lado do Marília), a que menos empatou, apenas duas vezes e é a que mais perdeu, nove vezes. No entanto no quesito vitórias o Avaí supera até mesmo o Grêmio, quarto colocado. O Leão que venceu dez vezes, só perde para Santa Cruz (12) e Marília (11) em número de vitórias e empata com as demais equipes.

Para conseguir vencer tantas vezes o Avaí precisou balançar as redes adversárias e o fez 34 vezes, número que o coloca como quarto melhor ataque entre os classificados. Porém para ser o time com mais derrotas...a defesa avaiana é a segunda mais vazada dentre os classificados, com 28 gols sofridos.

Dentro da Ressacada o Avaí tem feito valer o mando de campo, vencendo oito dos onze jogos disputados, porém fora de casa o Leão conquistou apenas sete dos 30 pontos disputados.

O maior placar do Avaí até o momento foi o 3x0, repetido em três oprtunidades (Criciúma, Bahia e Sport). Já a maior goleada sofrida pelos catarinenses foi um 4x1 em casa, diante do Marília. Resultado que custou ao técnico José Galli Neto, o cargo.

Na próxima semana tudo sobre o Santo André.

Compartilhe:

Raio-X sobre os adversários corais no quadrangular semifinal

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.